Início » Carros » Lifan X60 2016: Análise, reestilização, performance e fotos

Lifan X60 2016: Análise, reestilização, performance e fotos

O Lifan X60 2016 pode ser considerado um dos maiores sucessos da marca chinesa até hoje, no mercado nacional. Se até hoje a marca paga o preço por suas versões genéricas de um Mini Cooper, o X60 indica uma nova perspectiva estratégica. O modelo é um SUV de tamanho semelhante aos principais nomes do mercado, mas com valor bastante reduzido.

Com a intenção de competir com Duster, HR-V e Ecosport, mas com valor em torno dos R$ 60 mil, o Lifan X60 2016 consegue captar parte do público dos pequenos utilitários. A ideia é oferecer um bom conjunto de itens a preço acessível, oferecendo acabamento um pouco menos generoso para garantir competitividade.

O modelo 2016 apresenta bons resultados de venda e conjunto bastante adequado para o mercado. Confira suas principais características, e o que pode-se esperar do Lifan X60 2016:

Performance superior

O motor do Lifan X60 2016 segue o mesmo de seus anos anteriores. Trata-se de um 1.8, com pouco menos de 17 Kgfm de torque, capaz de desenvolver até 128 cavalos de potência. Seu câmbio ainda é de cinco velocidades, mas conta com nova relação de marchas. Isso o torna um pouco mais esperto na cidade e nas retomadas da estrada.

Com estes números, o modelo está bastante adequado para as aspectos gerais de sua categoria. Destaque especial vai para seu consumo de combustível, capaz de oferecer média bastante competitiva no segmento. Alguns testes demonstraram até 12 km por litro na cidade, abastecido com gasolina.

Reestilização leve

No aspecto visual, o Lifan X60 2016 sofreu apenas uma reestilização leve – especialmente por fora. Não é nenhum segredo que o design não é o ponto mais forte do modelo, e é uma fraqueza resultante da necessidade de preço acessível. As rodas ganharam mais uma polegada, passando para dezoito. Alguns apliques em plástico e mudanças na grade marcam as outras mudanças realizadas.

 

Por dentro, os ajustes foram ainda mais conservadores. Algumas mudanças de cores e materiais. Destaque especial deve ser dado ao revestimento dos bancos, que passa a ser de couro sintético.

Não seria justo criticar o acabamento do Lifan X60 2016. Sua proposta é bastante clara e, dentro dela, a Lifan faz um bom trabalho. O excesso de plástico pode incomodar, mas a diferença de valor em relação a seus concorrentes pode justificar a escolha facilmente.

Equipamentos e itens

Destaque especial deve ser dado ao bom conjunto de equipamentos internos do veículo. As duas versões disponíveis contam com uma central multimídia com GPS integrados, câmera e sensor de estacionamentos, sensores de acendimento automatizado do farol e uma série de outros instrumentos básicos, como ar condicionado e travas e vidros elétricos.

Na versão Vip, o modelo inclui teto solar automatizado, e as rodas de liga leve aro 18.

O fim do paradigma da insegurança

Um dos maiores preconceitos que os carros chineses precisaram enfrentar ao longo do tempo foi a ideia de que eram inseguros. A própria Lifan, em sua chegada no Brasil, contribuiu com o problema. Suas réplicas não autorizadas de Mini apresentavam panes elétricas e comportamento instável.

O Lifan X60 2016, no entanto, rompe de vez com este paradigma. Pontuado com quatro estrelas nos testes de segurança, o modelo deixa claro que a marca investiu pesado em segurança. Com boa pontuação geral, está no mesmo patamar que seus concorrentes, e não deve despertar insegurança dos compradores.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas