Início » Carros » Hyundai Creta 2018: O que esperar do ix25 brasileiro?

Hyundai Creta 2018: O que esperar do ix25 brasileiro?

O Hyundai Creta 2018 marca presença constante no mercado brasileiro desde sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo. Recentemente, menos de um mês após aparecer por lá, foi lançado com mais tempo e exclusividade em um evento em Florianópolis.

Desenvolvido como o SUV compacto da Hyundai para as linhas 2017 e 2018. O modelo deve começar a ser vendido em janeiro de 2017 e mantido sem alterações por ao menos um ano. A ideia é que o Creta 2017 e 2018 seja vendido abaixo dos R$ 73 mil em suas versões iniciais. Com este valor e possibilidades de versões mais robustas, o modelo seria capaz de atingir ao menos dois sub-segmentos.

Saiba quais são os detalhes do Hyundai Creta 2018, e o que esperar para o modelo que deve entrar em circulação em breve:

Versão brasileira possui peculiaridades

Não há dúvidas a respeito da correspondência entre o Creta e o ix25 vendido em outros mercados. Por aqui, no entanto, o Creta 2018 desenvolve algumas características próprias para atender melhor ao aquecido mercado brasileiro de SUVs.

Grade mais destacada e cromados mais recorrentes dão um toque próprio para o gosto mais americanizado do público brasileiro, em comparação a mercados asiáticos e europeus. As adaptações ocorrem com certa facilidade, levando-se em conta que o modelo será produzido na mesma linha de produção dos hatches coreanos por aqui.

Com as vendas do HB20 e do HB20S reduzidas, e uma maior atenção nos SUVs, “tomar” parte da capacidade produzida é uma boa estratégia.

Duas opções de motorização para o SUV

Praticamente confirmada para o modelo é a presença de duas motorizações distintas. Isso permite que um único modelo faça frente a uma gama mais ampla de concorrentes. Para as versões menos poderosas, o motor 1.6 deve ser capaz de produzir 130 cavalos de potência. É um pouco mais do que a aplicação do mesmo 1.6 no HB20, onde gera cerca de dois ou três cavalos a menos.

Já o bloco maior é um dois litros, idêntico ao Elantra global. Trata-se, portanto, de um veículo capaz de desenvolver os mesmos 166 cavalos de potência. Associadas aos motores estão duas opções de câmbio, ambas de seis velocidades. A manual fica restrita para o bloco menor, enquanto a opção automática pode equipar os dois motores.

Para auxiliar na economia de combustível, as duas versões serão equipadas de fábrica com sistema start-stop. Isso reduz o consumo urbano, que ainda não foi testado pela mídia especializada.

Versões variadas devem garantir mercado amplo

Ao que tudo indica, a intenção da Hyundai é garantir que o Creta 2018 seja um carro versátil no que diz respeito às categorias. Ele deve brigar, em suas versões iniciais, com Duster e EcoSport. Para este mercado, o preço inicial do Creta 2018 pode ser ainda mais competitivo que a concorrência. Em sua versão de entrada, o modelo já conta com bancos de couro e diversos itens de segurança, como monitoramento da pressão dos pneus e bom conjunto multimídia. A versão mais completa do motor 1.6 adiciona itens eletrônicos de segurança, como assistente de partida, controle de tração e de estabilidade e frenagem emergencial em contexto urbano.

Nas versões mais completas, que devem encostar nos R$ 100 mil, o Creta 2018 deve brigar com modelos de peso, como HR-V e Renegade. Neste caso, o modelo conta com itens mais generosos, especialmente no que diz respeito a conforto e tecnologia interna.

Além de incluir os itens da versão mais avançada do modelo 1.6, as versões do motor 2.0 adicionam novos itens de segurança, melhor acabamento e tecnologia de entretenimento. Destaque especial deve ser dado para a adoção de uma central multimídia de sete polegadas sensível ao toque. Já conectável com Android Auto e Apple CarPlay, o sistema é oferecido apenas na versão topo de linha, em torno dos R$ 99 mil.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas