Início » Carros » Fiat Punto 2018: hatch deve ser primeiro aposentado da linha

Fiat Punto 2018: hatch deve ser primeiro aposentado da linha

Ao que tudo indica, o Punto 2018 não chegará ao catálogo brasileiro da Fiat. Na verdade, a informação é praticamente confirmada – com muito mais certeza sobre a descontinuidade do que o Palio, que talvez seja mantido.

A motivação, é claro, é a grande notícia deste e dos próximos anos da Fiat Brasil: a tão esperada chegada do X6H. O modelo já foi visto em circulação algumas várias vezes no país, sempre camuflado com peças falsas de Punto e Palio disfarçando-o.

O X6H, versão hatch do projeto desenvolvido especialmente para a América Latina ocupa o lugar do Punto 2018, e deve ser o primeiro modelo do projeto a entrar em circulação no país. Logo em seguida, a versão sedã deve aposentar os sedãs atuais da Fiat, Grand Siena e Linea, completando seus primeiros passos de entrada no país. Um terceiro passo, marcado ainda para 2018 (portanto, na linha 2019) é a próxima geração da Strada, chamada de X6P.

Saiba o que esperar do substituto do Punto 2018, e quais as possíveis novidades:

Visual não deve representar continuidade em relação ao Punto

Nada deve haver de próxima geração do Punto no design do X6H. Na prática, de acordo com a Fiat, o modelo não deve ter absolutamente nada a ver com nenhum dos modelos atuais, nem mesmo o Tipo europeu, cogitado para substituir a linha brasileira. O modelo que deve chegar ao mercado local terá visual e linguagem própria, desenvolvido especificamente para o consumo da região.

Até mesmo a plataforma será distinta, utilizando-se de uma versão adaptada do que atualmente utilizado pelo Punto. Essa deve ser a única e distante correlação com o hatch atual.

Nem mesmo a plataforma chega dos modelos europeus

Parte da motivação para o Tipo não chegar por aqui, é o alto custo de produção de sua plataforma. Isso diminuiria a competitividade de um modelo que levaria algum esforço para ser produzido por aqui ou na Argentina.

Por isso, foi necessária uma plataforma específica. Considerando a preocupação com custos, é claro que não houve o desenvolvimento de uma estrutura absolutamente inédita. A decisão tomada, no final das contas, deve ser uma versão adaptada da base do Punto. A adaptação consiste na possibilidade de torná-la mais longa, o que é necessário especialmente para o sedã e para a picape. Estes devem ser os “restos físicos” do Punto 2018, se é que podem ser considerados assim, no mercado nacional.

Motorização já cogitada

Enquanto detalhes visuais, escolhas estratégicas e equipamentos internos são significativamente escondidos pela montadora, tudo indica que já haja um consenso a respeito da motorização adotada pela linha X6.

Isso significa que o substituto do Punto 2018 já tem seu propulsor praticamente definido. Na versão inicial, deve contar com um turbo 1.3 GSE de quatro cilindros. É possível que o equipamento seja utilizado de forma temporária, até que o tricilíndrico 1.0 da mesma família fique pronto.

Na versão mais potente, é provável que o modelo utilize um 1.8 E.torQm que será combinado com a nova caixa de seis velocidades da FCA. Trata-se do mesmo modelo utilizado na Toro e na Renegade, abrindo mão do já cansado Dualogic da Fiat para o sucessor do Punto 2018.

X6H deve aposentar Punto, mas Palio ainda é dúvida

Durante algum tempo, falou-se que Punto 2018 e Palio 2018 seriam aposentados com a chegada do projeto X6H no mercado. Ao que tudo indica, o término do modelo deve ocorrer apenas para o Punto, por enquanto.

A escolha não chega a ser uma grande surpresa: o Palio possui um nome muito mais poderoso no mercado brasileiro, e a descontinuidade repentina seria improvável. Assim, é possível que um novo Palio seja desenvolvido com as tecnologia do projeto X6. Isso permitiria manter dois hatches próximos, incluindo o Palio, caso os resultados de vendas do X6H não sejam tão bons quanto o esperado.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas