Início » Carros » Tesla Model Y 2020 parcialmente revelado

Tesla Model Y 2020 parcialmente revelado

Tesla Model Y é o nome provisório dado a um  crossover totalmente elétrico da maior marca da vanguarda de elétricos no mercado global. O SUV foi anunciado cheio de responsabilidades, sendo construído sobre uma nova plataforma Tesla, que será a mesma utilizada pela nova geração do Model 3, e a difícil tarefa de elevar as vendas da marca, em um futuro não tão distante, para a casa dos milhões de vendas anuais.

Desde meados de 2016, sabia-se da intenção da marca de lançar um SUV compacto no mercado. O próprio Elon Musk, CEO da companhia, revelou as intenções durante eventos. Só em 2017, no entanto, um anúncio determinou que o suposto modelo deve chegar entre o fim de 2019 e o início de 2020.

Como é já padrão com a montadora, poucos foram os detalhes efetivamente revelados. A Tesla é conhecida por saber criar expectativa sobre seus produtos, e ninguém esperava algo diferente, desta vez.

De qualquer forma, algumas das informações interessantes sobre o Tesla Model Y 2020 já são especuladas com diferentes graus de certeza e expectativa. Confira o que se sabe sobre o modelo, e quais são as maiores probabilidades a respeito de suas características:

O Tesla Model Y pode ser o primeiro modelo com teto solar

Há algum tempo, Elon Musk comenta sobre as possibilidade de um teto solar em seus carros. Durante muito tempo, a rejeição da opção se dava em função de o teto solar exigir mais energia em função de peso e aquecimento dos modelos, o que vai contra as políticas de empresa.

Uma nova tecnologia para os vidros do carro, no entanto, foi revelada recentemente pela Tesla, e o Model Y e o Model 3 podem ser os primeiros a utilizar a mesma tecnologia em tetos solares opcionais, caso ela seja convertida a tempo.

É possível que o crossover já chegue totalmente autônomo

Um dos sistemas mais conhecidos da montadora é o Autopilot, sistema semi autônomo, com intenções já declaradas de evoluir para um sistema capaz de se auto pilotar com a melhoria progressiva de suas capacidades.

Tesla Model Y 2020

O ano de 2020, aliás, é uma das datas sobre as quais Musk já falou a respeito da possibilidade de implementação da autonomia total. Isso significa que o Tesla Model Y pode chegar ao mercado com a versão já independente do Autopilot embutida, permitindo que os condutores façam algum outra coisa enquanto seu veículo conduz automaticamente até o destino desejado.

Obviamente, a questão não depende apenas de tecnologia, e não é possível dar uma posição definitiva sobre ela enquanto pontos como regulamentação e leis de trânsito não permitirem esse tipo de desenvolvimento tecnológico.

Autonomia aumentada

O Tesla Model Y já nasce com concorrência direta. Trata-se do Chevrolet Bolt SUV. O modelo da GM é capaz de ter uma autonomia de até 380 km por carga, e é de se esperar que a Tesla busque fazer ainda melhor.

Embora as baterias especiais da marca ofereçam autonomias mais altas a um custo adicional, este é um dos pontos cruciais para a venda de modelos elétricos, e é improvável que os engenheiros da marca estejam resignados com as baterias atuais.

Jeito e uso de crossover

O Tesla Model Y deve chegar como o primeiro SUV verdadeiramente espaçoso da marca. Atualmente, o Model X – maior que o Y – é criticado pela falta de espaço, em função da tecnologia no momento de seu lançamento.

A Tesla já falou sobre isso algumas vezes, e Musk garantiu que o problema não será repetido. Até mesmo a criticada incapacidade de dobra dos bancos traseiros será corrigida, tanto para o Y quanto para o Model 3.

Modelo deve chegar acessível ao mercado

Acessível é, por óbvio, um conceito vago. Sabe-se, no entanto, que o Tesla Model Y chegará para competir diretamente com o Bolt da GM – o que representa uma faixa de preço abaixo dos 40 mil dólares.

Trata-se de um valor significativamente abaixo do valor que a Tesla costuma trabalhar, especialmente considerando um crossover. É, no entanto, uma tarefa necessária se a marca realmente pretende atingir a marca de um milhão de vendas anuais a partir de 2020. Por isso, é possível esperar que o patamar global de 40 mil dólares seja o limite de preço do modelo, o que certamente aquecerá as brigas pela popularização de carros elétricos.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas