Início » Carros » Range Rover Vogue 2017: novidades no “carro da rainha”

Range Rover Vogue 2017: novidades no “carro da rainha”

Quando a Land Rover fala que seu Range Rover Vogue 2017 é um SUV de luxo, ela leva a brincadeira a sério. Embora o modelo não conte com toda a pompa do irmão maior SV Autobiography, que passa de um milhão de reais em seu preço de tabela, o modelo é um dos mais clássicos entre os SUV altamente luxuosos.

Com o preço inicial acima dos R$ 550 mil, o Range Rover Vogue 2017 possui uma gama bastante ampla de modelos, e finalmente chega à sua quarta geração com um bom conjunto de novidades, na medida em que um modelo tão tradicional se permite ousar.

Saiba o que há de novo no Range Rover Vogue 2017, suas características e principais pontos fortes:

Atualizações significativas, mas nem tanto

Há algo de muito único nos compromissos e expectativas relacionados ao Range Rover Vogue 2017. O modelo é altamente luxuoso, e exige tudo que há de mais avançado em relação a conforto e tecnologia. Ao mesmo tempo, é extremamente tradicional, e seu público alvo tende a gostar de suas características, desde a aparência, até as linhas tradicionalmente quadradas do modelo.

Não é que o Range Rover Vogue 2017 seja retrógrado: o modelo conta com tudo o que há de mais novo no mundo automotivo. Em algumas escolhas, no entanto, ele precisa manter-se familiar, a despeito da evolução das gerações. Nada surpreendente para um veículo literalmente digno da rainha da Inglaterra (que realmente possui um modelo atual do veículo).

Por isso, nas mudanças visuais, há coisas novas, mas ainda há muito das gerações anteriores a ser reconhecido. Faróis e lanternas receberam atualizações. Não abriram mão de suas linhas retas, obviamente, mais tornaram-se mais afilados e um pouco mais “invasivos” em relação à carroceria. Os faróis tomam espaço na lateral do modelo, que recebe um elegante friso na altura superior do farol.

Range Rover Vogue 2017

O friso corta o modelo através da parte e encontra-se com a lanterna, também ocupando parte lateral da carroceria, também em seu corte superior. Pode parecer um pouco de preciosismo essa ser toda a alteração visual externa no modelo em uma troca de geração, mas é, de fato, o que aconteceu. O motivo é simples: seus compradores não esperam por grandes mudanças no exterior.

Após 42 anos de mercado, a manutenção de características visuais do modelo parece dar, até mesmo, um toque retrô, o que confere certo charme ao grande SUV.

Modelo passa por reestruturação invisível

Enquanto o visual é tocado apenas de forma leve, a estrutura do Range Rover Vogue 2017 é absolutamente nova em relação ao modelo anterior. Segundo depoimentos da próprio montadora, o modelo foi refeito do zero. Todo o aço do modelo, por exemplo, foi trocado por alumínio. A conta final da troca “emagreceu” o modelo em impressionantes 420 quilos.

Isso gera resultados óbvios na dirigibilidade, no consumo e nas respostas em relação aos motores das diferentes versões.

Mais rápido e mais poderoso

O Range Rover Vogue 2017 é oferecido em cinco modelos distintos, que dividem-se em quatro opções de motorização. Em geral, a redução de peso tornou cada versão cerca de 9% mais rápida na aceleração, considerando seu desempenho médio.

O motor de entrada é um turbodiesel V6 de três litros, capaz de oferecer até 258 cavalos de potência. Em seguida, um V8 5.0 a gasolina entrega 375 cavalos, enquanto bloco menor, também V8, de 4.4 litros turbodiesel alcança 339 cavalos de potência. A versão mais potente, a gasolina, é o V8 5.0 Supercharged, capaz de entregar 510 cavalos de potência .

No Brasil, o Range Rover Vogue 2017 será oferecido em suas versões de 339 e 510 cavalos de potência, o que garante uma opção a diesel e outra a gasolina.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas