Início » Todos os posts » Carros » Pneus Run Flat: funcionalidade, vantagens e desvantagens

Pneus Run Flat: funcionalidade, vantagens e desvantagens

Você já conhece os pneus Run Flat? Caso sua resposta seja não, sem problemas. A verdade você não está sozinho nessa. Existem algumas pessoas que ainda nem ao menos ouviram falar nesses pneus.

Baseado nisso, decidimos preparar algumas informações sobre eles para lhe atualizar um pouco mais. Portanto, se quer saber um pouco mais, basta continuar lendo.

Pneus Run Flat como funciona

As propriedades dos Pneus Run Flat

Alguns dos modelos da BMW são abastecidos com pneus Run Flat como padrão. Logo seguido pela Volkswagen e outros fabricantes conhecidos, como Audi e Mercedes.

A verdade é que o sistema de pneus difere significativamente de outros pneus.

Os pneus run flat são um sistema de roda de emergência que consiste em um indicador de pneu plano, um pneu autoportante e um aro especial.

Ao contrário de outros pneus padrão, o princípio dele autoportante é baseado em paredes laterais reforçadas.

Enquanto nestes flancos são feitos de fios de aço, os chamados “pneus despreocupados” usam molas de borracha elástica feitas de misturas resistentes à temperatura.

Por conta dos flancos endurecidos, esses pneus não entortam e permanecem na borda. Dessa forma, você continua ileso – mesmo diante do vazamento de ar – para o próximo workshop.

Os pneus são bons para lhe manter seguro

Os pneus Run Flat lhe deixam seguro em todos os lugares. No caso de uma perfuração, o ar escapa e freia – mesmo sem pressão de ar – quase como de costume.

Mesmo se o pneu estourar na estrada, não é preciso parar na faixa que se aproxima.

Com uma condução cuidadosa (máximo de 80 km/h) dirija pelo menos 150 km, para chegar à próxima oficina de automóveis sem trocar os pneus. Mas existem quem disse que os benefícios acabaram?

Especialmente andando nos cantos, você mantém o controle de seu carro, porque diante do defeito súbito do pneu, a estabilidade de condução do seu carro é mantida.

Ao eliminar a roda sobressalente, você economiza peso e combustível. Isso não apenas protege o meio ambiente, mas também oferece espaço extra para a sua bagagem.

Outra vantagem que ele tem é o sistema de controle de pressão de ar, que avisa você no momento em que passa a faltar ar de pressão no pneu.

E as desvantagens?

É verdade que os pneus Run Flat têm propriedades positivas, mas eles também têm algumas desvantagens.

Por causa de suas paredes laterais, que facilitam no caso de emergência, algumas pessoas dizem se sentir como se tivesse com uma roda de madeira.

Eles pioram a suspensão e o conforto de condução e afetam seu chassi afinado.

Embora os pneus de segurança sejam agora compatíveis com todos os aros comuns, um sistema de controle de pressão de ar é exigido por lei. Se o seu veículo não tiver esse sistema, altos custos adicionais poderão ser cobrados.

Além disso, os pneus de segurança podem ser caros para algumas pessoas.

Dependendo do tamanho e marca do carro, você pode ter que encontrar de R$ 500 a R$ 1.000. Algumas fábricas costumam até mesmo a acrescentar algum valor no caso de vir com os pneus run flat.

Além disso, um profissional deve fazer a montagem. Isso por que no caso de borracha fria e automontagem inadequada, ocorrem danos internos que você não pode ver a olho nu.

Embora os pneus run flat ofereçam a vantagem de eliminar as trocas de pneus, eles podem ser mais difíceis de puxar e mais caros que os pneus normais.

Em caso de avaria, a roda pode ser substituída, que deve ser necessariamente do mesmo fabricante.

Sendo assim, ao decidir equipar seu veículo com os pneus run flat, é preciso pensar tanto nos prós, como nos contras.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas