Início » Carros » Nissan Tiida 2018 é exclusivamente russo

Nissan Tiida 2018 é exclusivamente russo

Após o fortalecimento do Pulsar por toda a Europa, o anúncio de um novo Nissan Tiida 2018 na Rússia surpreendeu significativamente a imprensa internacional.

Na prática, não se trata de um modelo exatamente exclusivo para o país, embora vá ser vendido apenas por lá. Efetivamente exclusivo, é apenas o nome do Nissan Tiida 2018, pois seu visual e seus equipamentos são praticamente replicados dos irmãos Pulsar e Sentra.

O modelo, por lá, será mais barato do que é atualmente vendido. Além disso, serão disponibilizadas sete versões, o que é bastante generoso para um veículo vendido apenas em um país. Estima-se que o Nissan Tiida 2018 russo esteja à venda a partir do final de março por lá.

Tiida apenas em nome

A descontinuidade do Tiida foi algo bastante coberto na imprensa internacional. Seu retorno, no entanto, é igualmente poderosa no quesito “render pautas” – inclusive no Brasil. Por isso, quando algo realmente acontece, a surpresa é significativa. O Nissan Tiida 2018 será vendido apenas na Rússia, mas suas características estarão disponíveis no mercado global da montadora japonesa.

Isso porque o Nissan Tiida 2018 é simplesmente a união de aspectos de carros já existentes, aproveitando-se o nome forte do modelo no mercado russo. Seu exterior é bastante atraente e é diretamente inspirado (para não dizer idêntico) no Pulsar europeu. Seu interior e seu conjunto mecânico, por outro lado, são idênticos ao Sentra global.

Em outras palavras, trata-se de um modelo exclusivo para um mercado que utiliza todos os elementos de modelos presentes em outros mercados. É, em certo aspecto, algo muito parecido com o que a VW pretende fazer com o Gol brasileiro, que será praticamente um Polo com nome exclusivo, para não perder a força e identificação com o mercado.

Motorização de Sentra, ajustes russos

O Nissan Tiida 2018 chegará ao mercado russo com tração dianteira, movida por um quatro cilindros de 1.6 litros. O bloco é capaz de produzir pouco menos de 120 cavalos, e é combinado com transmissão manual de cinco velocidades e, provavelmente, opção automática CVT.

Nissan Tiida 2018

Ponto positivo é a adição de captação energética pelo atrito dos freios, o que adiciona certa força ao modelo, e garante bom nível de economia. Sua velocidade máxima é esperada em torno de 190 km/h, com um excelente consumo de estrada superior a 16 km/l, com configuração única em gasolina.

Além disso, algo pouco comum por aqui, mas corriqueiro no mercado russo, são as adaptações para o funcionamento. Em função das baixas temperaturas, o motor precisa ser otimizado para dar partida em situações extremas, e os espelhos precisam de aquecimento para terem visibilidade. Bancos aquecidos também são opção – algo inimaginável em um hatch da categoria do Tiida por aqui.

Falta de pretensão gerou um bom modelo

A notícia ruim sobre o Nissan Tiida 2018 é justamente o fato de ele ser um modelo exclusivo para o mercado russo. A verdade é que a utilização de design e tecnologias prontas barateou o modelo.

O Pulsar é um carro visualmente muito interessante, e a motorização do Sentra está longe de ser ruim, especialmente para um hatch que passa a aproveitar a frenagem para garantir mais autonomia. O resultado é um modelo interessante, de valor bastante competitivo para o mercado local. É realmente uma pena que a Nissan não tenha a intenção de trazer o Tiida 2018 para cá.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas