Início » Carros » Jetta 2018: o que esperar do novo modelo da Volkswagen?

Jetta 2018: o que esperar do novo modelo da Volkswagen?

O Jetta 2018 ainda não foi anunciado pela Volkswagen, mas a imprensa internacional já trabalha com informações de bastidores para determinar o que se pode esperar do modelo. Sabe-se que, em 2017, o modelo sofrerá uma reestilização pesada, movendo-se para a plataforma MQB. Para muitos, a mudança deve marcar um novo nível de qualidade e estabilidade do modelo.

Tudo indica que o redesign deve ser inspirado no New Midsize Coupe, apresentado em Pequim, como um conceito, em 2014. Não se sabe se as novidades chegam oficialmente como ano 2017 ou 2018, no modelo. De qualquer forma, garantia é que o modelo circulando nas ruas em 2018 seja o Jetta já montado sobre a MQB, com todas as mudanças ajustadas.

Saiba mais sobre o Jetta 2018, e as mudanças que o esperam pelo caminho:

VW não abre o jogo sobre mudanças

Embora a VW não esteja ansiosa para dar detalhes oficiais do novo modelo, algumas informações já são confirmadas entre representantes da marca. É o caso, por exemplo, da saída do Jetta a Diesel do mercado. Após os escândalos dos testes de emissão de gases, boa parte dos modelos deixarão de apresentar a opção. Pelo contrário: a VW tornou-se uma das montadoras mais esforçadas na implementação dos modelos elétricos.

Por óbvio, a mudança pouco influencia no mercado brasileiro. O sedã já não era oferecido a diesel por aqui, até então, e o modelo elétrico deve atingir um preço que – se chegar por aqui – será de um nicho altamente restrito.

Provável manutenção de motorização na Europa

Ao que tudo indica, tudo o que muda no motor europeu são as opções de combustível. Como já mencionado, nada de diesel para o sedã da VW. São mantidos, no entanto, o 1.4 turbo para entrada, o 1.8 turbo e, na versão topo de linha, o 2.0 turbo. Os propulsores variam entre 150 e 210 cavalos de potência, no total.

As opções de transmissão são, por outro lado, uma das dúvidas para 2018. Fala-se muito em um câmbio automático de embreagem dupla com dez velocidades sendo desenvolvido pela VW. Especula-se que sua estreia aconteça no Golf 2018. Dependendo da data de lançamento, nada impede que o caminho do sistema esteja livre, também, para o Jetta. O sistema seria mais rápido e preciso do que o DSG atual, e ainda auxiliaria significativa em diminuir o consumo de gasolina.

Mais seguro para acompanhar a concorrência

No que diz respeito à segurança, o Jetta já conta com boa tecnologia. Para manter-se em uma briga sólida com a concorrência, no entanto, o Jetta 2018 precisará contar com alguns dos trunfos já conhecidos da VW.

Em modelos como o Passat, sistemas como frenagem emergencial e vigilância de ponto cego já foram implementados. Em dois anos, tais ferramentais já devem estar presentes em modelos mais acessíveis, como o Jetta.

Nova plataforma pode auxiliar Jetta 2018 a ser mais competitivo

Determinar o preço de um carro que ainda deve levar um tempo para chegar ao mercado é sempre difícil. No entanto, há algumas dicas sobre o Jetta 2018 que podem auxiliar e determinar mudanças.

Em especial, destaca-se a plataforma. A MQB é uma plataforma modular desenvolvida para reduzir os custos de produção da VW. A imprensa norte-americana que, com uma boa linha de montagem, o carro chegue às ruas por menos de vinte mil dólares. Este é mais ou menos a faixa de preço atual.

Se, durante o período, o modelo for capaz de apresentar estas melhorias e manter seu valor, ele se torna bastante competitivo frente à concorrência, o que faria uma enorme diferença no seu nível de vendas.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas