Início » Carros » Fiat Linea 2018: Modelo deve finalmente sair de linha

Fiat Linea 2018: Modelo deve finalmente sair de linha

Há alguns anos comenta-se sobre o planejamento da Fiat de enxugar seus catálogo, o que coloca o Linea 2018 com seus dias contados. Não há dúvidas de que, ao longo do tempo, a montadora lançou uma enorme quantidade de modelos que nem sempre pareciam ter apelo específico. Além do lançamento, sempre pareceu haver uma certa inabilidade de seguir em frente – a exemplo das versões Fire de entrada de linha que permaneceram por anos como opções, a despeito do lançamento de gerações novas dos mesmos modelos.

O que tudo indica, em especial com a chegada dos projetos X6, 2017 é o ano dos cortes no catálogo. Entre eles, o modelo com retirada mais acelerada é o Linea 2018. Na verdade, algumas concessionárias nem mesmo oferecem mais o modelo, que só será vendido até o término dos estoques.

Ao que tudo indica, o Linea 2018 será substituído por um sedã mais sofisticado, que também deve ser responsável pela aposentadoria do Grand Siena, que não obteve o resultado esperado. Trata-se do X6S – nome do projeto desenvolvido para uma nova etapa da montadora italiana no país.

Entenda o processo de aposentadoria do modelo, e o que esperar do substituto do Linea 2018:

Resultados fracos anunciavam aposentadoria

Tratando o assunto de forma objetiva, a descontinuidade do Linea 2018 não é nenhuma surpresa. A própria marca já anunciava os planos de colocar a aposentadoria em prática o quanto antes.

O sedã chegou no mercado no final de 2008, obtendo desempenho de vendas considerável com seus motores 1.9 e 1.4 T-Jet. Com bom espaço físico que o posicionava entre os sedãs médios, mas valor reduzido, o modelo foi capaz de obter uma parcela tímida, mas razoável, do mercado. Curiosamente, o modelo atingiu seu pico de vendas em 2009, no primeiro ano completo após seu lançamento.

Em 2010 e 2011, já com motor 1.8 E.torQ, o Linea ainda vendeu de forma adequada, com leve declínio em relação a 2009. A partir de então, suas vendas passaram a cair significativamente todos os anos, chegando a emplacar até 30% a menos do que o ano anterior, em alguns casos.

No total, entre 2008 e 2016, foram vendidas menos de70 mil unidades – valor que não deve ser ultrapassada até o encerramento dos estoques. Certamente não se trata do número esperado para quase uma década de performance entre os sedãs médios no Brasil. Isso demonstrava – desde 2012, a necessidade de se oferecer um veículo mais atrativo para o mercado.

Substituto ainda é desconhecido

Quando a aposentadoria do Linea deixou de ser um tabu para a Fiat e a marca passou a tratar oficialmente do assunto, a substituição parecia óbvia. Com o Fiat Tipo europeu demonstrando bom desempenho, parecia adequado que o modelo fosse o substituto do sedã médio por aqui.

No entanto, o responsável por descontinuar o Linea 2018 não será o Tipo. Será, na verdade, um modelo inédito, produzido na Argentina para a América do Sul. Atualmente chamado do X6S, o modelo supostamente atenderá às demandas locais, desempenhando melhor do que o Linea.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas