Início » Carros » Novo Etios 2017: menos mudado do que deveria

Novo Etios 2017: menos mudado do que deveria

A Toyota já liberou para testes o seu Etios 2017, mantendo sua tradição de não “enrolar-se” no que diz respeito à divulgação dos novos carros. No entanto, nem sempre sua pontualidade traz uma boa notícia ou uma boa surpresa.

A atualização do Etios 2017 veio no tempo correto: seus principais concorrentes também passam por mudanças e o japonês já parecia um pouco mais antigo do que ele mesmo antes destes anúncios. O Toyota não fazia feio na parte mecânica (pelo contrário), mas deixava algo a desejar no que diz respeito ao design (tanto externo, quanto interno).

O resultado óbvio do Etios 2017 deveria ser, então, um novo visual e motor mantido. Deveria. A Toyota, por outro lado, optou por resolver de vez o layout interno do carro e fazer algumas melhorias na parte mecânica, enquanto mal tocou no exterior do veículo. É uma estratégia ousada e resta aguardar a reação do mercado para saber se foi uma boa escolha da montadora. Confira:

Mudanças externas?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Frente às expectativas de um Etios 2017 visualmente atualizado e apto a concorrer com os dois carros mais vendidos do mercado brasileiro, a Toyota entregou novas rodas e uma antena com modelo mais curto e rígido.

De fato, a antena parece uma solução bastante elegante para o visual do carro – mas nem de longe está entre as urgentes demandas por atualização do design já ultrapassado do Etios. Parece uma declaração quase oficial da Toyota ao anunciar que não deseja ter um hatch sensação, mas um carro mecanicamente sólido e de boa dirigibilidade.

Seu visual segue o mesmo, quase contrastando com o deslumbre oferecido pelo novo Corolla, que demonstra que a Toyota realmente sabe atualizar um veículo de maneira atrativa.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Novos motores

Os motores seguem, em cifras, parecidos, mas na prática bastante diferentes. O Etios ainda utilizará propulsores de 1.3 e 1.5 litros, mas será em suas versões nacionais, mais evoluídas e econômicas.

Além disso, a Toyota finalmente abriu mão de seus sistema de câmbio manual com quatro velocidades, que claramente afetava o desempenho do veículo. Seu sucessor é um novo sistema de transmissão manual de seis velocidades, já elogiado por uma série de pilotos de teste especializados em mercado brasileiro.

É o suficiente para bater os rivais?

O Etios 2017 encontra-se em um cruzamento muito complicado, onde tenta disputar com o carro mais vendido do país e o seu maior concorrente – Onix e HB20, respectivamente. Enquanto seus dois concorrentes tentam brigar em absolutamente todos os aspectos e capricham em seu visual, o Etios parece seguir um ritmo próprio, investindo em dirigibilidade e tentando ajustar-se aos poucos a um mercado que parece mais dinâmico que ele próprio.

No que diz respeito à qualidade ao dirigir, ele pode fazer forte frente aos concorrentes. No que diz respeito a design, comodidades e tecnologias relacionadas ao conforto e à usabilidade do carro, nem mesmo seu espaço interno maior do que o dos concorrentes ajuda. O Etios não é uma opção ruim, mas parece ser uma opção pouco atual e desconectada das demandas de mercado, o que não parece promissor para o seu potencial de vendas em relação aos concorrentes.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas