Início » Carros » Chevrolet Cobalt 2018: modelo brasileiro deve ganhar projeção global

Chevrolet Cobalt 2018: modelo brasileiro deve ganhar projeção global

Quando lançado por aqui, o Cobalt foi alvo de várias críticas, por ser muito diferente do modelo já conhecido nos EUA. A perspectiva para o Cobalt 2018 brasileiro, no entanto, é bastante diferente: espalhar-se para outros mercados em desenvolvimento.

Embora ainda não seja oficialmente confirmado, tudo indica que o Cobalt 2018 produzido por aqui será modelo para estes outros mercados, em detrimento da versão norte-americana, por estar mais adaptados a gostos e, sobretudo, aos custos destes destinos.

Isso significa que as principais apostas não são em uma mudança completa do Cobalt 2018, mas em adaptações graduais sobre suas características. Assim, ele torna-se um “produto de exportação” pronto para diversos mercados mais ou menos semelhantes ao Brasil – na América Latina, na Ásia e em alguns países mais ao leste da Europa.

Adoção do Cobalt 2018 latino surpreende

Surpreender talvez seja uma palavra excessiva. Faz bastante sentido utilizar o modelo adaptado para mercados em desenvolvimento, em vez de adotar-se o Cobalt tipicamente americano.

O modelo a ser distribuído é o mesmo conceito apresentado no Salão de Buenos Aires em 2011, que já sofreu algumas atualizações para o “ajuste fino” aos mercados – principalmente o brasileiro.

Cobalt 2018 para mercados em desenvolvimento será brasileiro

Inicialmente, estima-se que a produção será brasileira, sendo exportado globalmente. Em alguns anos, no entanto, outros mercados devem adquirir plantas para a produção e distribuição de forma mais local.

Chevrolet Cobalt 2018

Quando a segmentação for feita, o modelo brasileiro ainda deve ser enviado a países da América Latina. Não há informações sobre a origem dos modelos que provavelmente chegarão à Ásia aos moldes do Cobalt 2018.

Um destes casos é a planta industrial no Uzbequistão, que deve ser o principal responsável pela distribuição nos antigos países soviéticos – o que é bastante significativo, considerando-se que a Rússia é um grande mercado potencial para um sedã nestes moldes.

Motorização também deve ser mantida

Segundo as especulações mais relevantes a respeito do Cobalt 2018, sua motorização deve ser mantida em toda a linha: motores de quatro cilindros, que variam a litragem entre 1.3 e 1.8. O modelo a ser distribuído globalmente, no entanto, pode ter algumas diferenças em relação ao que roda por aqui.

Chevrolet Cobalt 2018 interior

Para alguns mercados, a adoção de opções a diesel é essencial. Para outros, no entanto, a capacidade de um motor flex a etanol simplesmente não faz sentido, considerando que o combustível é bastante característico de alguns mercados, e largamente ignorado em outros.

As combinações de transmissão também devem ser mantidas, com opções manuais e automáticas, a depender da versão e do mercado em questão.

Itens podem ganhar maior variação no Cobalt 2018

Uma das prováveis mudanças com a internacionalização do Cobalt 2018 é a adição de uma gama de itens e opcionais muito mais ampla. É difícil definir se isso é bom ou ruim, ou – até mesmo – se os efeitos disso serão sentidos por aqui.

O Cobalt é conhecido pelo acabamento bastante sofisticado, dado seu preço e segmento, e essa diretriz deve ser mantida. Algumas adaptações e concessões, no entanto, provavelmente serão necessárias para a aceitação em diversos locais.

Não deve haver, no entanto, grandes mudanças em relação ao modelo atual e o Cobalt 2018, nas perspectivas gerais. Isso significa a provável manutenção de bancos com suporte lateral e do bom espaço interno para passageiros, tanto na fileira da frente, quanto na traseira.

Além disso, é claro, o sistema multimídia deve ser mantido, e ainda não há informações sobre a utilização do sistema OnStar nos países que receberão o modelo. No Brasil, é provável que todas as versões contem com algum pacote do sistema, sendo mais completo a depender da versão do carro oferecida.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas