Início » Carros » Aquaplanagem: O que é? Como evitar e o que fazer caso ocorra?

Aquaplanagem: O que é? Como evitar e o que fazer caso ocorra?

A aquaplanagem é um fenômeno que ocorre quando a água acumula-se na via em frente ao veículo em mais intensidade do que o aquilo que o carro consegue mover para engajar na via com tração. A pressão da água pode “levantar” o carro, fazendo-o deslizar no topo desta camada de água.

Quando está aquaplanando, o carro “surfa” a camada de água sobre a pista, como um barco. Em menos de um segundo, o veículo pode perder completamente o contato com a estrada, passando para um risco imediato deslizar para fora da faixa. Na maior parte das vezes, uma alta velocidade influencia diretamente no risco de aquaplanagem. Na prática, uma forma simples de se imaginar o que ocorre durante o fenômeno, é pensar o que acontece quando um carro é conduzido sobre uma fina camada de gelo.

Entenda o que é este fenômeno, e como lidar com ele da melhor maneira possível:

A ciência por trás da aquaplanagem

A aquaplanagem é o resultado da rápida movimentação dos pneus sobre uma superfície úmida. A movimentação ocorre tão rapidamente que não há tempo o suficiente para retirar este líquido do centro do pneu durante as rotações. O resultado é que este líquido suspende o pneu da estrada, como se fosse uma boia, fazendo-o perder toda a tração.

Obviamente, o processo depende de uma série de fatores. A velocidade e o risco da perda do controle dependem do tipo de pneu, de sua correta manutenção, do peso do veículo, e de uma infinidade de fatores que influenciam de alguma maneira. Há alguns fatores que são, no entanto, especialmente importantes nesta equação.

Fatores que influenciam no risco de aquaplanagem

Existem basicamente três fatores principais que influenciam nas chances de um veículo aquaplanar:

  • Velocidade do veículo: à medida que a velocidade aumenta, a tração é consideravelmente reduzida. Uma vez que a aquaplanagem resulta, em última instância, na perda total da tração e do controle do veículo, você deve tomar o cuidado de reduzir a velocidade e prestar atenção no tráfego ao seu redor.
  • Profundidade dos vincos dos pneus: quando os pneus estão gastos, a capacidade de resistir à aquaplanagem é totalmente reduzida.
  • Profundidade da água acumulada: a água é o fator externo ao veículo ao aquaplanar. Quanto mais profundo o acúmulo, mais rapidamente o veículo perde tração. Isso não significa que camadas finas de água não possam resultar em perda de tração.

Como saber se você está aquaplanando

Nem sempre é fácil perceber quando você está em uma aquaplanagem. A parte traseira geralmente começa a parecer um pouco solta, gerando a impressão de estar movendo-se de um lado para o outro. A resposta do carro ao volante também começa a parecer pouco responsiva.

Aquaplanagem

O problema é que quando você percebe estas características, já está aquaplanando. Por isso, é importante prestar atenção na reação dos carros à sua frente, e como seus pneus comportam-se em relação à água da estrada.

O que fazer quando o veículo aquaplanar?

Há duas regras essenciais sobre o que não fazer durante uma aquaplanagem. Em primeiro lugar, não utilize os freios. Além disso, não vire o volante sem a tração necessária.

Ao ativar os freios rapidamente, você favorece uma derrapagem perigosa. Se iniciar a derrapar, seu veículo estará completamente fora de controle. Quanto ao volante, é necessário começar a pensar em seu veículo como um barco temporário, durante a aquaplanagem. Segure o volante firmemente, voltado para frente e lentamente tire o pé do acelerador para que a tração retorne aos poucos.

Se for essencial utilizar os freios, pise de forma muito leve. Preferencialmente, apenas quando seu veículo já tiver recuperado algum controle. Se o conjunto de freios for ABS, basta pisar levemente no pedal. Se não for, será necessário fazer leves movimentos de “bombeamento” com o pé, para garantir maior segurança na frenagem.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas