Início » Motos » Yamaha NMax 2018 recebe atualizações

Yamaha NMax 2018 recebe atualizações

A Yamaha NMax 2018 já chegou ao mercado brasileiro, com uma série de ajustes que objetivam levar o modelo do segundo lugar à liderança da categoria de scooters nacionais. Para cumprir essa difícil tarefa, o modelo passou por alguns ajustes estéticos e mecânicos, com a intenção de ser mais atrativo sem perder a competitividade.

Novas cores, melhoria no acabamento e, até mesmo, melhorias nas suspensões foram confirmadas na Yamaha NMax 2018, com um pequeno ajuste do valor do modelo. Essa é a aposta da montadora japonesa em sua scooter de 160cc.

Yamaha NMax 2018

Saiba o que esperar da Yamaha NMax 2018, e quais são as principais novidades previstas para o modelo:

Visual atualizado

O visual da Yamaha NMax 2018 recebe algumas modificações, mas não muda sua proposta acertada em relação ao conceito. Trata-se, inquestionavelmente, de um modelo urbano, mas com toques um pouco mais esportivos, com visual recortado.

Yamaha NMax 2018 painel

O conforto também ganha espaço privilegiado no modelo, como é de praxe em toda a linha de scoooters da montadora. O resultado é um modelo bem resolvido, embora o valor não seja o mais atrativo do segmento.

Nas cores, uma opção metálica, em branco, uma sólida, em preto, e uma fosca, em vermelha, formam um conciso conjunto de opções razoavelmente variadas. Soma-se às novas cores a melhoria no assento, com textura melhorada e costura de maior relevo, além das rodas que passam a ser pintadas de preto.

Outra inclusão muito bem-vinda à Yamaha NMax 2018 é a adoção de faróis de LED, com uma luz central mais alta que os auxiliares laterais. Para combinar, o painel de instrumentos também passa a ser 100% digital.

Mecânica pensada no uso de scooters

A principal melhoria nos aspectos mecânicos da Yamaha NMax 2018 é um tanto quanto revolucionário: tentar resolver a questão da suspensão das scooters nas ruas brasileiras. A intenção é que o modelo seja mais confortável, dando menos solavancos desagradáveis para o piloto.

Isso foi feito através de uma calibragem otimizada dos amortecedores do tipo Double Shock, que passam a ter um curso de 90mm na roda traseira. As rodas, apesar das mudanças na pintura, são mantidas com as mesmas 13 polegadas de antes, em liga de alumínio e pneus sem câmara.

Motorização é mantida

A despeito das várias mudanças no modelo, a Yamaha NMax 2018 vai manter sua configuração no que diz respeito ao propulsor. A 160 equipará o mesmo monocilíndrico de 155 cilindradas de quatro tempos, capaz de entrar até pouco mais de 15 cavalos de potência, e 1,5 kgfm de torque.

Economia é ponto forte

Destaque especial deve ser dado, no entanto, ao sistema VVA, de ação sobre válvula variável. O sistema permitirá um uso mais dinâmico das válvulas de admissão do motor, garantir um aproveitamento otimizado do combustível – o que significa menos gastos com combustível.

O sistema permitirá que o motor não sofra em relação a torque e potência, quando necessário, mas que o combustível não seja “desperdiçado”. O resultado: até 42 quilômetros rodados com um único litro de gasolina em alguns testes de veículos de mídia especializados.

O desempenho vem a calhar no reduzido tanque de 6,6 litros que a scooter equipa, mas certamente é louvável que a marca tenha entregue tamanha economia ao mercado.

Preços já confirmados

Junto ao excelente consumo, o preço razoável e a certeza de manutenção previsível tornam a Yamaha NMax 2018 uma opção extremamente atrativa do ponto de vista racional. Com ABS de série, revisões de preço fixo e garantia de um ano, o modelo sai por pouco menos de R$ 11,7 mil – bastante interessante para o atual mercado aquecido de scooters, diga-se de passagem.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas