Início » Todos os posts » Dicas » Food trucks: um ótimo negócio, cada vez mais popular

Food trucks: um ótimo negócio, cada vez mais popular

A indústria de caminhões para food trucks tem sido bem recebida nos últimos anos no setor de vendas de alimentos. Se está intrigado em entrar nessa categoria de empresa, a melhor opção é comprar um caminhão e usá-lo como quiser.

Um proprietário bem-sucedido de um comércio desse tipo não deve apenas saber criar um menu funcional, mas deve também ser um especialista em negócios.

Se essas duas coisas não forem marinadas juntas, o empreendimento poderá entrar em colapso rapidamente.

Quer saber mais a respeito? Leia o artigo até o final e entenda o que existe por trás dessa “onda”.

O que são food trucks?

Food trucks são grandes veículos equipados com as ferramentas necessárias para cozinhar e vender alimentos enquanto estacionados na rua.

Existem muitos tipos dentro desse comércio, desde a típica van que vende sorvete até um caminhão enorme. Este pode ser equipado com uma cozinha completa capaz de cozinhar comida gourmet autêntica.

Nesse ambiente móvel, pode-se vender alimentos congelados ou pré-embalados, como pratos preparados do zero, geralmente do tipo:

  • Sanduíche;
  • Hambúrgueres;
  • Batatas fritas;
  • Fast food típico e popular na área.

A crescente popularidade dos food trucks pode parecer relativamente repentina. Entretanto, a verdade é que esse conceito aparentemente moderno de preparar e servir pratos em um veículo tem suas raízes no passado distante.

Food trucks

As vantagens dos food trucks

Baixos custos de investimento

Por que um food truck é um bom negócio? Para começar, não é necessário um grande investimento. Essa é uma das razões principais pelas quais os empresários optam por abrir cozinhas móveis em vez de um restaurante dentro de uma loja.

É fato que comprar um caminhão não é nada barato, mas comparado a um restaurante, acaba sendo muito mais em conta. Além disso, baixos custos iniciais geralmente significam que levará menos tempo para recuperar o que foi investido.

Baixos custos operacionais

Os food trucks não vêm somente para provar que podem ser mais econômicos quando se começa um negócio, pois eles também refletem economia de longo prazo. Isso porque os custos de fazer negócios não são muito elevados.

A posse de um restaurante exige que se invista em serviços caros, como:

  • Contratar funcionários (incluindo chefs, caixas, garçons, gerentes);
  • Pagar aluguel ou impostos;
  • Entre outros.

Por outro lado, os custos operacionais são mês a mês, mas se limitam a alimentos, suprimentos e gasolina. Não precisa ter uma equipe completa; apenas uma equipe pequena será suficiente. Com isso, grande parte dos impostos será muito menor.

Os reparos necessários em um restaurante também podem significar que continuará gastando dinheiro. Uma propriedade requer manutenção contínua.

Além disso, há custeio com:

  • Redecoração;
  • Manutenção de móveis;
  • Eletrodomésticos;
  • Outros equipamentos de cozinha;
  • Reparo de vazamentos.

Eles exigem muito esforço e, é claro, dinheiro. Os food trucks, no entanto, só precisam de revisão e manutenção preventiva regular. Assim, estarão em bons estados para funcionar.

Os food trucks atraem mais clientes

O food truck oferece alimentos de melhor qualidade em comparação com os vendedores de rua. É por isso que eles também se tornaram a última moda entre os consumidores.

Localização

Muitos restaurantes vão à falência devido à sua localização. Aproximadamente 60% dos novos empreendimentos fecham no primeiro ano de operação. Enquanto isso, 80% degringolam nos primeiros 5 anos.

Felizmente, os food trucks são imunes a esse problema. Isso se deve ao fato de serem móveis, uma vez que podem mudar de localização em um piscar de olhos.

Pode também se usar a mobilidade para atrair clientes em potencial. Sendo um caminhão de comida, será muito mais fácil participar de diferentes eventos. Isso sem contar os festivais de culinária onde é possível apresentar os pratos a diferentes clientelas.

É bom lembrar que, para escolher a localização, deve-se focar sempre um ponto de fácil acesso.

Não é necessário ter muitos funcionários

Como dito anteriormente, não é preciso uma equipe inteira. Isso representa uma vantagem, especialmente para aqueles que acabaram de começar. Não existe a obrigação de contratar funcionários, talvez apenas um ou dois assistentes.

Obviamente, à medida que a empresa cresce, isso pode mudar, mas, em especial, apenas se comprar outro veículo.

Ser seu próprio chefe

Esta é, provavelmente, a principal razão pela qual as pessoas querem ingressar neste negócio: ser seus próprios chefes. Ao abrir um food truck, é possível ter algo 100% seu, sem se reportar a ninguém.

Há muitos benefícios por trás disso. Por exemplo, você pode fazer sua própria programação, bem como abrir sempre que quiser, ter poder criativo sobre o menu e a estratégia e muito mais.

Food trucks

A regulamentação dos food trucks

Legislações municipais

Aqui no Brasil só existem dois estados com jurisprudência em atividades para os food trucks: São Paulo e Rio de Janeiro. Mas ambas estão em estágio de introdução.

Essas duas leis restringem:

  • As conjunturas de utilização dos aparelhos;
  • A obrigação dos termos de consentimento de exercício;
  • As determinações dos superintendentes;
  • A obrigação de obedecer às leis sanitárias presentes.

Regulamentação sanitária da Anvisa

No Brasil, há a lei de domínio local (RDC 216, que passou para RDC 49), a contar de 2004. Ela orienta todas as particularidades relativas às boas condutas.

Qualquer dono de um food truck deve cumprir as instruções para garantir a preparação de comidas confiável, liberta de contágios.

Bombeiros

Para os donos desse tipo de comércio, a proteção está fundamentada no regulamento do PPCI e das Brigadas de Incêndio para eventos.

A utilização de energia elétrica, artigos químicos e gás deve ser planejada de um jeito correto. Do contrário, será capaz de configurar ameaças ao proprietário e também aos consumidores.

Denatran

É exclusivamente o único campo de comida popular de rua que requer adaptação às normas do Denatran. A organização da cozinha, observando as normas efetivas, assim como a execução das revisões preventivas e planejadas, afirmará o apropriado desempenho do comércio.

Possíveis constituições dos food trucks

MEI (Microempreendedor Individual)

É o gestor que ganha no máximo R$ 81 mil anuais. É definido pelo Simples Nacional, não tendo atuação em segunda firma como titular ou sócio. Tem somente um empregado, que recebe salário mínimo ou até mesmo um salário compatível da classe profissional.

Microempresa

É aquela que fatura anualmente um valor igual ou menor que R$ 360.000,00. O limite de rendimento tem como pilar os valores estabelecidos para aprovação do Simples Nacional.

Considerações finais

Viu como funcionam os sistemas de food trucks? Você pensa em abrir um negócio assim? Então dê o primeiro passo e comece a pesquisar sobre a legislação local. Este empreendimento, além de moderno, pode ser bem rentável.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas