Início » Todos os posts » Aplicativos » Turbi (carros compartilhados): como funcionam?

Turbi (carros compartilhados): como funcionam?

Segundo levantamento da consultoria internacional Frost & Sullivan, divulgado em 2018, aproximadamente 7 milhões de pessoas no mundo utilizam o “carsharing”, ou carro compartilhado. É um serviço que no Brasil ainda se mostra recente, tanto que as estatísticas apontam que desses 7 milhões, apenas alguns milhares fazem uso desse serviço em solo nacional, a maioria no estado de São Paulo, e que começa ser fornecido por montadoras e empresas como a Turbi.

Mas o que é carsharing ou carro compartilhado?

É um segmento de transporte que vem no embalo da onda da “aldeia global”, de compartilhamento de informações, produtos e espaços proporcionados pela era de informação massificada e acessível. Procura por um espaço para se hospedar e a um preço acessível? Pode procurar opções no Airbin. Procura por um produto específico, mas está sem condições de investir muito? Pode comprar um produto usado ou até mesmo alugar em sites específicos na internet.

Esse compartilhamento de serviços e produtos compensa tanto para quem necessita de tais serviços e produtos como para quem os fornece, pois ao negociar diretamente com o fornecedor, sem intermediário, os valores tendem a diminuir, o que barateia o processo, e quem está na outra ponta também se beneficia por ganhar renda com algo que de outro modo estaria sem uso, dessa forma, todos acabam se ajudando e lucrando. É a base da chamada “economia criativa”.

Essa lógica acabou chegando aos meios de transporte individuais, inspirando empresas como Uber e Turbi. Precisa de carro apenas em situações muito específicas ou não quer, ou está sem condições, de investir na compra de um veículo? Você pode pagar pelo percurso que gostaria de fazer com um transporte individual contratando essa condução, a ser executada por um terceiro com veículo próprio, ou pode alugar um veículo de terceiro.

O solicitante do serviço se beneficia por não precisar usar o próprio carro ou comprar um, o que lhe proporcionará economia de um jeito ou de outro, e o fornecedor obterá uma fonte de renda com o veículo que de outro modo estaria inativo.

Turbi

A diferença para o Uber

Mas o que serviço de compartilhamento de carro oferecido pela Turbi se diferencia do Uber, por exemplo?

O que o Uber proporcionou de novo não foi o serviço em si, pois os taxistas o fazem há tempos, mas a possibilidade de aumento da oferta desse tipo de serviço sem necessitar de grande burocracia para se tornar operante.

O modelo de negócio proposto pela Turbi é o do cliente conduzir um veículo adquirido pela própria empresa apenas pelo tempo que necessitar, não importa o trajeto que pretenda fazer.

Em termos econômicos, é mais vantajoso dependendo da sua necessidade. Pois o valor do serviço de aplicativos como Uber precisa cobrir as despesas operacionais da empresa, o lucro que pretende obter, o serviço prestado pelo condutor e também a sua margem de lucro. No carsharing, o serviço de condução é excluído, pois o próprio cliente o fará. A negociação é direta com a empresa, no caso, Turbi.

Como funciona o serviço de compartilhamento de carros?

Existem vários pontos de retirada e entrega Turbi espalhados pela cidade. Pelo aplicativo e pelo site, é possível conferir uma lista de locais em que poderá se dirigir para alugar o carro. O tipo de veículo a se alugar fica a critério do cliente conforme as opções disponíveis e a disponibilidade de momento.

O aluguel

Pelo aplicativo, é possível reservar o veículo e o horário que pretende retirar do ponto de acesso.

O cálculo do aluguel é feito por hora, hora de uso, e quilometragem. O valor de cada hora varia de R$ 8,00 a R$ 35,00.

Acrescenta-se R$ 0,50 por quilômetro rodado do total de horas.

Também no site e aplicativo, há recursos para se fazer os cálculos do aluguel. Basta informar a quantidade de horas que pretende usar o veículo e os quilômetros a se trafegar, (é possível fazer uma projeção consultando mapas e GPS).

Por que há variação de preços?

Essa variação ocorre em razão do tipo de modelo de veículo a ser contratado. A Turbi trabalha com veículos sofisticados, de alto padrão, por entender que o público brasileiro preza não só pelo serviço, mas pela experiência de dirigir. Por isso, oferece mais de um modelo, com custeios de manutenção diferentes e com uns sendo mais procurados do que outros.

Os modelos de carros disponíveis na Turbi, pela data de publicação desta postagem:

  • Hyundai HB20 (R$ 8,00/hora);
  • Nissan Kicks (R$ 15,00/hora);
  • Mini Cooper (R$ 35,00/hora).

Turbi

Tecnologia

Como expresso anteriormente, várias das etapas para a contratação do serviço de compartilhamento de carros da Turbi podem ser feitas diretamente pelo Smartphone, a seleção do veículo, a reserva do horário e local a ser retirado, assim como fazer a projeção do aluguel.

Mas outra praticidade envolvendo o dispositivo móvel é a de abrir a porta do carro usando o aparelho. Isso garante maior segurança e evita equívocos.

Combustível e seguro

O usuário que vir a contratar esse serviço de compartilhamento de carro não precisa se preocupar com a questão do combustível, pois este é totalmente por conta da empresa que se encarrega de deixá-lo abastecido.

E se ocorrer algum acidente ou for vítima de assalto, o cliente deve assumir alguma responsabilização? Não, pois todos os carros compartilhados pela Turbi conta com seguro, o que evita a obrigatoriedade de arcar com os custos provenientes de acidente ou crime.

Entrega

Não há a necessidade nesse modelo de transporte individual na qual a Turbi trabalha de entregar o veículo no mesmo local de retirada. Sabe-se das possíveis dificuldades que uma cidade como São Paulo pode proporcionar, como em dias de chuvas, pré-feriados, acidentes graves etc,  para se locomover em suas vias e o objetivo é oferecer um serviço prático, que facilite a vida dos usuários e que atenda suas necessidades, que podem ser diversas.

Por isso, é permitido que o cliente entregue o carro nos pontos de acesso da Turbi espalhados pela cidade, que podem ser desde estacionamentos a hotéis.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie, opine.

Seu apoio e opinião são muito importantes para nós.

Leia mais de nossa sessão de dicas.

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas