Início » Todos os posts » Leis de trânsito » Rodízio de carros em São Paulo: horários e fiscalizações

Rodízio de carros em São Paulo: horários e fiscalizações

Que São Paulo é uma cidade caótica quando o assunto é trânsito, já sabemos. Por isso, em 1997 foi estabelecida uma lei municipal onde algumas placas de carro não podem circular durante um dia específico da semana, em determinado horário – procedimento chamado de rodízio de carros. Se fizer isso o motorista é multado, o intuito da lei é justamente diminuir o trânsito nos chamados horários de pico.

Nas férias de julho o funcionamento do rodízio é normal, mas geralmente nas férias de dezembro perto da época do Natal o CET suspende o rodízio de carros até meados de janeiro, quando a fiscalização voltar ao normal.

Rodízio-de-carros-em-São-Paulo

Confira agora detalhes sobre o rodízio:

Horários: O horário do rodízio é das 7 da manhã até as 10 horas da manhã, e depois volta as 17 horas até as 20 horas da noite.

Dias: O rodízio funciona de segunda a sexta-feira (feriados os veículos estão liberados). Os veículos com placas de final 1 (um) e 2 (dois) não podem circular nos horários acima de segunda – feira. Já os veículos com placa final 3 (três) e 4 (quatro) não podem circular às terças-feiras. Placas que tenham o final 5 (cinco) e 6 (seis) não podem circular às quartas-feiras, os veículos com a placa terminada em 7 (sete) e 8 (oito) não devem circular às quintas-feiras e por fim, placas de final 9 (nove) e 0 (zero) não podem circular às sextas-feiras.

As restrições são válidas para carros e caminhões.

Para quem o rodízio de carros em SP não vale?

O horário do rodízio não vale para ambulâncias, carros de correios, carros que transportam valores, carros de empresa, e de funerária. Os caminhões de coleta de lixo, e caminhões que transportam produtos perecíveis ou perigosos também estão isentos do rodízio.

Veja também: Infrações de trânsito: Valores e pontos das multas

Os táxis, os guinchos, os motociclistas, peruas escolares, ônibus coletivo, e carros a serviço da justiça são outros exemplos de veículos isentos.

Sem contar os carros que possuem autorização para transportar órgãos, bolsas de sangue, ou materiais de análise.

Fiscalização do rodízio de carros em SP

A fiscalização é feita através de câmeras de segurança e por agente de trânsito. Em toda a área que acontece o rodízio existem radares e equipes para garantir que as restrições sejam respeitadas. Veículos de outros municípios precisam seguir as regras quando forem circular na capital de São Paulo.

Zona do rodízio em São Paulo

  • Marginal Tiête;
  • Marginal Pinheiros;
  • Salim Farah Maluf;
  • Presidente Tancredo Neves;
  • Afonso d’ Escragnolle Taunay;
  • Bandeirantes;
  • Juntas Provisórias;
  • Luís Inácio de Anhaia Melo;
  • Complexo Viário Maria Maluf.

O que acontece com quem infringe a lei do rodízio?

O motorista que sair no horário do rodízio quando seu carro não poder circular recebe uma notificação de multa em casa. Com essa multa o motorista perde 4 pontos da sua CNH, sendo considerada uma infração de trânsito média, e paga o valor de R$ 130,00.

Além disso é possível que o motorista tome a multa duas vezes no mesmo dia, podendo duplicar os pontos e o valor, se você for multado no horário entre as 7 horas e as 10 não poderá ser mais multado pela manhã, mas se voltar a circular entre as 17 e as 20 horas poderá ser multado novamente.

Então, se você está afim de economizar e poupar seus pontos na CNH, é ideal que você esteja atento ao dia e horário do rodízio, se você passar por situações de emergência a multa pode ser protestada mediante comprovação.

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas