Início » Veículos Aquáticos » Jet ski: como funcionam as motos aquáticas?

Jet ski: como funcionam as motos aquáticas?

A ideia de que um jet ski é uma motocicleta que pode andar na água já empolga só de imaginar. O nome, na verdade, surgiu da marca de PWC (Personal Water Craft) que mais se popularizou no Brasil – e em outros países, onde também são chamados pelo nome de suas marcas.

Eles estão entre os tipos de barcos mais velozes e manobráveis que existe e é por isso que salva-vidas e soldados da Marinha utilizam eles para operações de velocidade. Ao contrário de outros barcos ou do que veículos terrestres geralmente fazem, o jet ski é movido pela força do jato de água que ele próprio cria.

A força da água sendo jogada para trás é o que move o jet ski para a frente. É ciência simples aplicada. Mas o quão simples isto é, na prática? Confira:

Foto: Pixabay/CCBY
Foto: Pixabay/CCBY

Ação e reação

Photo credit: Louish Pixel via Visual Hunt / CC BY-NC-ND
Photo credit: Louish Pixel via Visual Hunt / CC BY-NC-ND

Se você não estava dormindo durante aos aulas de física, já deve ter ouvido falar sobre a terceira lei de Newton, a lei de ação e reação. A lógica é simples: se você está andando de skate e quer ir pra frente, empurra o chão para trás. Esta força para trás (a ação) faz com que você seja empurrado para frente (uma força proporcional e em sentido oposto, chamada reação).

É o mesmo que acontece quando você está nadando, ou no lançamento de um foguete especial e em motores a jato. Nestes, a força do gás quente saindo diretamente do motor empurra o foguete ou o avião para frente, pelo ar.

Newton aplicado em um jet ski

A lei de ação e reação também explica o funcionamento de um jet ski. A peça chave é uma pequena bomba de água instalada no veículo, chamada de impulsor. Quando o piloto acelera, o impulsor suga a água que está ao redor do jet ski e a joga com força para fora dele, através de um buraco atrás do veículo.

Assim, a força deste jato sendo jogado para trás (ação) faz com que o jet ski seja empurrado para frente (reação). Simples assim!

Como o jet ski funciona, na prática?

Foto: Pixabay/CCBY
Foto: Pixabay/CCBY

Leis da física à parte, seu funcionamento é razoavelmente linear e pode ser simplificado desta forma:

  1. A água é aspirada por uma grande entrada no fundo do jet ski;
  2. A força para esta tarefa é gerada por um motor médio à gasolina. Modelos grandes e mais sofisticados possuem grandes motores, do tipo que se encontra em hatchs compactos;
  3. Em um carro ou uma motocicleta, o motor dá movimento às rodas. Em um jet ski, seu trabalho é fazer com que a bomba d’água funcione. Este impulsor funciona com um tubo – em uma ponta, a água entra e ganha velocidade até ser jogada pela outra ponta, como um forte jato de alta velocidade. O movimento da água funciona, também, no sistema de resfriamento do motor;
  4. A água é jogada para fora do sisema através de uma saída manobrável do tubo, significativamente menos larga do que a entrada do tudo – é por isso que a água ganha velocidade dentro do sistema;
  5. Manobrar o jet ski é um processo muito semelhante ao que ocorre ou uma bicicleta ou moto: basta movimentar o guidão para indicar qual o lado que quer seguir. A diferença é que, ao invés de virar a roda dianteira para isso, o guidão puxa um cabo que troca a direção do jato de água que está saíndo do veículo, fazendo com que ele vire em um ângulo proporcional. Como a movimentação da direção está ligada ao jato de água, que é mais poderoso à medida que o veículo está em alta velocidade, a facilidade de mudar a direção é maior quando o jet ski está em alta velocidade. Quando está muito lento, pode ser quase impossível mudar sua direção.

1 Comentário

Clique aqui e deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas

Gostou desse carro? Dê sua nota!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...
teste