Início » Carros » Volkswagen Up! 2018: principais mudanças no modelo

Volkswagen Up! 2018: principais mudanças no modelo

O que se entende como o VW Up! 2018 foi apresentado no Salão de Genebra, com traços reestilizados e uma nova identidade visual. O facelift quase precoce demonstra a necessidade da montadora de fazer o modelo ser melhor aceito como entrada para a linha VW.

Outro exemplo da necessidade de aplicar mudanças rapidamente está na data de estreia. O VW Up! 2018 já deve estar à venda no primeiro trimestre de 2017. O modelo deve chegar carregando as principais mudanças também apresentadas no modelo europeu, com algumas versões mais “peladas” para ter opções ainda mais competitivas no quesito preço.

Saiba o que esperar do VW Up! 2018, e o que o facelift reserva para o modelo:

Com pressa para ser 2018

No caso brasileiro, a reformulação do VW Up! 2018 é especialmente essencial. Já em 2018 o Gol deve ser atualizado para seguir o padrão do Polo global. Isso o coloca em uma faixa acima, mas distante do Up! do que atualmente. Neste momento, é essencial para a VW que o subcompacto seja capaz de tomar o lugar do Gol como um carro popular no preço e na demanda.

Por isso, é necessário que o modelo tenha melhor desempenho o quanto antes, para permitir que o Gol faça sua subida de categoria de maneira mais confortável. Se não o fizer, a transição do hatch será um risco gigantesco, considerando o tamanho do mercado do qual parecer estar abrindo mão.

Exterior reformulado acompanha mudanças na Europa

Por fora, o modelo abre mão de parte da sua “simpatia urbana” para tentar adquirir um visual mais esportivo, com mais vincos e aparência agressiva. Obviamente, há um limite de esportividade e agressividade que se pode impor ao conceito do Up!. Dentro das possibilidade, a VW parece ter feito um bom trabalho.

Com um para-choque maior e grade mais angulosa, o modelo parece atingir seu objeto. O conjunto de luzes em LED para o dia em conjunto às lanternas com material escurecido e reorganização interna também parecem escolhas mais atuais do que a versão que roda hoje pelas ruas. As lanternas traseiras também ganham desenho mais atual – um de seus pontos mais fracos antes do facelift.

Novidades no interior chamam mais atenção

Embora as mudanças externas sejam interessantes e, até mesmo, providenciais para o Up!, é dentro do carro que percebe-se todo um esforço de reformulação. Ele parece mais sofisticado, mas, acima de tudo, mais coerente. Seu interior deixa de parecer genérico para adotar escolhas que parecem homenagear o Fusca (no bom sentido, utilizando os modelos atuais como base).

O volante no estilo do Golf também passa mais confiança para o acabamento – assim como já faz em relação ao Gol atual. A central multimídia, nas versão que a adotarem, deve ser transformada. O novo sistema deve utilizar o Composition Touch, com uma tela de cinco polegadas atrelada ao painel central.

Na versão apresentada em Genebra, há algumas novidades que não devem chegar por aqui. Em especial, o ar condicionado de duas zonas, que não faz parte do pacote para carros de entrada da marca, no Brasil.

Sem novas notícias sob o capô

Se as novidades visuais e os itens novos são significativos para o VW Up! 2018, a VW seguiu à risca o nome “facelift” em seu trabalho. Nada será mexido sob o capô. Seguem, portanto, as duas opções de três cilindros e 1.0. Eles são capazes de produzir 82 cavalos, ou 105 cavalos de potência na versão TSI.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas