Início » Carros » Vitrificação automotiva: como funciona a técnica?

Vitrificação automotiva: como funciona a técnica?

A vitrificação automotiva é, sem dúvidas, uma das técnicas mais populares no campo do detalhamento automotivo. Gerando um bonito efeito sobre a carroceria e prometendo uma série de benefícios para a pintura do carro, a vitrificação é aplicada por cada vez mais proprietários.

O que muitos não sabem, no entanto, é que à medida que a técnica se populariza, ela também passa a ser executada de forma menos profissional, além de passaram a existir uma série de informações falsas sobre a técnica. Por isso, é importante sempre buscar a informação correta, evitando que seu carro passe por procedimentos prejudiciais ou desnecessários.

Vitrificação automotiva

A técnica de vitrificação automotiva é uma importante maneira de proteger seu veículo, mas não é milagrosa ou permanente como muitos locais prometem. Fala-se que uma vitrificação pode durar até três anos, por exemplo, mas não existem estudos que comprovem essa longa eficiência com a mesma qualidade durante o passar do tempo.

Por isso, desenvolvemos este material que explica o que é a vitrificação, como a técnica funciona, e de que maneira ela será melhor utilizada para o seu carro. Confira:

O que é a vitrificação automotiva?

A vitrificação automotiva é uma técnica que utiliza a resina de sílica vítria como seu principal produto. De maneira resumida, essa resina é uma espécie de vidro líquido que se solidifica após a aplicação em uma camada fina e precisa de proteção do seu veículo.

Imagine que essa camada de proteção funciona como um protetor de tela do celular, por exemplo: com ela evita que a sujeira, a exposição à poluição, aos raios ultravioleta e os arranhões superficiais atinjam a pintura do seu veículo. Dessa forma, a durabilidade aumenta, e a beleza original da pintura é mantida por muito mais tempo.

Por isso, o detalhamento com vitrificação automotiva é, ao mesmo tempo, uma solução estética e uma solução protetiva.

Como manter a vitrificação automotiva por mais tempo?

A vitrificação é, assim como a aplicação de cera e outras camadas protetivas, desgastada com o tempo – e não leva anos para que precise ser recolocada, como algumas oficinas dão a entender. Há, no entanto, técnicas que aumentam a durabilidade do detalhamento.

Evite, por exemplo, o uso de produtos abrasivos ou de panos ásperos sobre a superfície do veículo. Se você fez a vitrificação automotiva, não é necessário fazer o polimento, por exemplo. Se você efetuar um polimento, a camada de protetiva será a primeira a sofrer com sua ação abrasiva, praticamente dissolvendo-a. O ideal é utilizar apenas produtos neutros e panos úmidos macios, reduzindo o dano causado por ação humana.

A vitrificação realmente pode durar três anos?

Embora muitos locais prometam uma durabilidade gigantesca, não há como garantir que a vitrificação automotiva realmente durará tanto tempo. O ideal é ter uma conversa sincera com o responsável pelo detalhamento, avaliando quando realmente será preciso fazer uma nova aplicação.

Como escolher quem irá executar a vitrificação no seu carro?

Ao entrar em contato com uma empresa para o detalhamento, pergunte sobre a sua experiência e suas técnicas. Pergunte, ainda, sobre o processo de vitrificação: uma empresa realmente séria não tentará enganar você para que o negócio pareça mais atrativo.

Uma empresa realmente competente preza pela honestidade, com a intenção de que este tratamento maduro traga o cliente de volta através da qualidade do serviço, e não das promessas infundadas. Por isso, evite profissionais que inventam sobre o que uma técnica pode fazer.

Além disso, peça a opinião do profissional sobre as melhores técnicas para as suas necessidades, e o motivo pelo qual cada uma delas é indica. Isso permitirá que você avalie o quanto ele conhece a respeito do próprio produto.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas