Início » Carros » Toyota SW4 2018: SUV torna-se mais independente

Toyota SW4 2018: SUV torna-se mais independente

Com quase vinte anos no mercado global, o Toyota SW4 2018 deve marcar um momento importante do modelo. É a ele que se atribui a chegada da terceira geração do SUV, após a renovação da Hilux, de onde deriva.

A surpresa está justamente em sua relação com a base, até então. O modelo passará a ter um design mais próprio em relação à picape. Ao que tudo indica, o SUV passará a contar com mais autonomia, pois seu segmento é mais dinâmico do que o das picapes, onde a Hilux compete muito bem.

A expectativa é uma SUV mais adaptada ao mercado atual. O modelo deve se tornar ainda mais interessante para o público. Saiba quais são as expectativas para a mudança, e o que já se sabe sobre o Toyota SW4 2018:

Troca de geração recente da Hilux demonstra descolamento

Como já mencionado, a grande surpresa deve estar relacionada à independência do modelo em relação à picape que serviu como referência durante muito tempo. Ao que tudo indica, o mercado de picapes intermediárias é mais conservador, embora seja bastante competitivo.

A característica não é tão útil para o segmento extremamente aquecido das SUVs – um dos mais dinâmicos do mercado brasileiro. Por isso, o descolamento é estratégico. Mais independente, o modelo não depende da Hilux, e escolhas individuais não geram implicações indesejadas no modelo irmão.

Modelo 2018 conta com ótimas mudanças visuais na nova geração

Com a independência em relação à picape, as diferenças visuais no Toyota SW4 2018 são totalmente visíveis. O modelo realmente representa uma nova geração para o veículo, sendo uma escolha bastante acertada.

Com visual mais agressivo podendo tomar conta do foco que até então era  a robustez, o modelo se torna emocionalmente muito mais interessante para o mercado. O modelo pode ser dar ao luxo de parecer mais tecnológico, com faróis afilados e uso mais atual de LED para luzes diurnas.

Modelo chega da Argentina com boa lista de itens

O modelo será produzido na Argentina, e – como é de se esperar na categoria – contará com ótima lista de itens. Os equipamentos mesclam conforto, tecnologia e segurança de forma generosa.

Além da grande espaço interno, acabamento em bancos de couro, regulagem elétrica do banco do motorista e câmeras de ré aumentam o conforto oferecido para o público. Ao mesmo tempo, a central multimídia conta com uma tela de sete polegadas capaz de sintonizar com sinal digital de televisão, além de GPS e outras funcionalidades típicas de tecnologias do tipo.

Os controles de tração e de estabilidade estão obviamente presentes no veículo, que mantém seu potencial de desempenho off-road, para não desagradar os mais versáteis em seus caminhos. Além disso, os airbags incluem, além das disposições frontais, laterais e de cortina, adições nos joelhos do motorista, para evitar impactos em caso de acidente.

Motorização dupla para a SUV

O Toyota SW4 2018 deve contar com as duas opções já utilizadas pelo SW4 2017, em sua atualização. Na versão de entrada, o modelo conta com um V6 4.0 a gasolina, que desenvolve competentes 238 cavalos de potência e 38,3 kgfm. Ao que tudo indica, a opção continuará mantendo apenas a versão de sete lugares do veículo.

Para quem prefere opções a diesel, pode-se escolher versões de cinco ou sete lugares com um quatro cilindros de 2.8 litros. Neste caso, o motor gera 177 cavalos e maior torque, com 45,9 kgfm. As duas opções terão tração integral, distribuída por um sistema automático de marchas de seis velocidades.

Após encarecimento da nova geração, preços devem ser mantidos

O Toyota SW4 2018 deve manter preços semelhantes aos da linha 2017, que tornam-se significativamente mais altos do que a geração anterior. Vale considerar que a nova geração é significativamente mais avançada.

A versão de entrada, a gasolina, deve parte próximo dos R$ 205 mil, enquanto a diesel de sete lugares, topo de linha, deve girar em torno dos R$ 225 mil. A estimativa da Toyota é que a versão a diesel de sete lugares seja responsável por quase três quartos das vendas do modelo.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas