Início » Carros » Tirar a maçaneta do carro vale a pena?

Tirar a maçaneta do carro vale a pena?

Por mais improvável que a ideia pareça, caso você não faça parte do circuito de personalizadores de carro, tirar a maçaneta do carro é um procedimento bastante comum. Na maior parte dos casos, essas modificações são consideradas avançadas, sendo realizadas tanto por questões estéticas, quanto por questões de segurança.

Para muitos, um belo carro modificado é fluido e altamente personalizado. Nestes casos, ter a porta lisa até mesmo em relação à carroceria é um sinal de que o proprietário daquele veículo deu um passo além.

Se você pensa em tirar a maçaneta do carro, ou está em busca de informações sobre suas vantagens e desvantagens, confira o conteúdo desenvolvido a respeito do assunto:

No que consiste tirar a maçaneta do carro?

Tirar a maçaneta do carro é um ato suficientemente literal, por mais que possa parecer esquisito para os puristas. Na prática, há três formas de maçaneta retirada. A mais informal é aquela na qual o proprietário simplesmente inutiliza a função da maçaneta.

Neste caso, o puxador é mantido, mas é desconectado dos pinos internos que fazem com que ela abra ou feche a porta. Sua função passa a ser meramente estética e para facilitar que a pessoa literalmente “puxe” a porta.

Outro método é a retirada física da maçaneta. Neste caso, a porta é mantida, mas a estrutura do puxador é retirada, tendo os buracos preenchidos para evitar infiltrações. O método mais radical, por sua vez, é a retirada completa do puxador somada do alisamento da carroceria. Neste caso, o puxador é retirado e o relevo é alisado de acordo com o nível geral da lataria da porta. Neste caso, a porta fica absolutamente lisa, como se nunca tivesse uma maçaneta ali.

Vantagens de tirar a maçaneta do carro

Tirar maçaneta do carro

Entre as principais vantagens de tirar a maçaneta do carro, destacam-se:

Fins estéticos

Para muitas pessoas, a retirada da maçaneta é uma grande melhoria estética. Quem gosta de veículos customizados tende a preferir modelos mais fluidos que valorizem a forma do carro. Isso é valorizado com a retirada do puxador, o que conta pontos entre os apreciadores destes métodos.

Segurança

A retirada da forma analógica de se abrir o carro dificulta a ação de ladrões. Isso faz com que se torne mais difícil “arrombar” a porta do carro, especialmente porque a maioria destes métodos parte justamente dos sistemas físicos da porta.

Personalização

Retirar as maçanetas do carro é considerado um estágio avançado de personalização do veículo. Com o tempo, isso se torna uma espécie de assinatura do estilo de seu proprietário, o que conta vários pontos no quesito personalização.

Desvantagens de tirar a maçaneta do carro

Entre as principais desvantagens de tirar a maçaneta do carro, destacam-se:

Desvalorização do veículo

Inevitavelmente, será mais difícil vender um carro sem maçanetas do que um carro com elas – a menos que você seja bastante conhecido no meio de customizadores de veículos. Além de ser mais difícil, revendas tradicionais provavelmente oferecerão menos do que o seu carro verdadeiramente vale após a modificação.

Custos de modificação

Tirar os puxadores, a parte elétrica, substituir por um sistema remoto e uniformizar a carroceria, como é de se imaginar, não é exatamente barato – pelo contrário. É necessário uma alto investimento pra fazer a transformação, que podem representar um percentual significativo do valor total do carro.

Necessidade de manutenção constante

Ao retirar totalmente os puxadores originais do veículo, você passa a depender totalmente o sistema de alarme e abertura automáticos instalados no veículo. Em outras palavras, se este sistema não estiver em pleno funcionamento, você simplesmente não tem como abrir o veículo de forma “analógica”.

Portanto, é necessário manter o sistema de abertura e fechadura totalmente em dia. Caso contrário, você pode ficar de fora do seu próprio carro.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas