Início » Outros veículos » Tesla Semi 2019: caminhão elétrico promete mudar mercado

Tesla Semi 2019: caminhão elétrico promete mudar mercado

O Tesla Semi 2019 é a concretização de uma especulação que há muito tempo rondava a indústria automotiva: a tão esperada vinda de um caminhão comercial elétrico, produzido pela pioneira no segmento, a Tesla.

O modelo foi finalmente apresentado de forma oficial em novembro de 2017, e não houve timidez: o modelo repensa a forma como um caminhão é feito. A proposta é que o Tesla Semi 2019 tenha uma autonomia de mais de 800 quilômetros com uma carga de bateria, carregando mais de 35 toneladas.

Tesla Semi 2019

Além disso, propõe uma manutenção facilitada, segurança aumentada e um desempenho impressionante: sem carga, o modelo deve ser capaz de atingir 100 km/h em pouco mais de cinco segundos – um número impressionante até mesmo para veículos de rua.

Outra novidade apresentada pelo Tesla Semi 2019 é o sistema de carregamento Megacharger, capaz de carregar energia suficiente para quase 650 km de autonomia em menos de trinta minutos em uma estação de carga.

Design futurista

Se o matriz energética, a proposta e até mesmo a forma de conduzir são diferentes, é óbvio que não se pode esperar um design quadrado para o Tesla Semi 2019. Pelo contrário: sobre as 18 rodas, a cabine é completamente futurista, com foco na aerodinâmica. A aparência é, portanto, quase fluida.

Ainda pensando na aerodinâmica, o perfil do caminhão deverá ser mais baixo. O coeficiente contra o arrasto deverá ser de quase metade do arrasto sofrido por um caminhão comum (assemelhando-se à baixa resistência que modelos de carros esportivos apresentam).

Interior nada convencional

Por dentro, o protótipo do Tesla Semi 2019 é um tanto quanto incomum. O motorista está posicionado em um ponto mais central da cabine, o que garante uma visibilidade aprimorada. Em cada lateral, uma tela touchscreen permite ter uma visão de 360 graus do caminhão, através de um sistema de câmeras. As mesmas telas servem como console central de comando.

Tesla Semi 2019 interior

Além disso, a tecnologia da Tesla promete um sistema de piloto automático capaz de seguir o trajeto nas estradas através de ordens computadorizadas. Significa dizer que o motorista pode relaxar um pouco enquanto o próprio caminhão segue o trajeto sozinho.

O sistema automatizado também permite que uma frota de Semis seja guiada por um único caminhão ativo, na frente do comboio. Todos os outros emularão suas ações, garantindo que apenas um motorista por vez guie os demais caminhões durante o trajeto.

Elétrico, é claro

Embora a Tesla ainda não tenha oferecido todos os dados sobre o projeto, sabe-se que o Tesla Semi 2019 utilizará motores elétricos derivados do Model 3, capaz de durar mais de 1,6 milhões de quilômetros. Além disso, foi anunciado que o modelo terá capacidade de carga superior a 35 toneladas, e – quando cheio carregado – a autonomia de uma única carga de bateria deve ser superior a 800 quilômetros.

Além disso, o caminhão contará com um sistema de aproveitamento da energia gerada pelos freios. Dessa forma, a expectativa de autonomia pode variar positivamente, recarregando parte da energia de acordo com a forma que o veículo está sendo utilizado.

Precificação ainda não revelada

A grande questão sobre o modelo, é claro, é o preço: um Tesla Semi 2019 só é tão impressionante quanto parece, se for economicamente viável para as companhias. Atualmente, a marca permite “reservar” uma vaga na fila de compras com o pagamento antecipado de 5 mil dólares.

Por óbvio, os custos de produção de uma bateria capaz de suportar um caminhão são altos, o que tornará o veículo mais caro que um concorrente da mesma categoria. Porém, a estimativa é de que – nos EUA – o sistema elétrico poupe mais de 200 mil dólares em combustível, em comparação ao abastecimento elétrico. No Brasil, a redução de custo poderia ser ainda mais elevada.

Mesmo sem revelar os valores, a Tesla diz estar comprometida em gerar economia para os compradores do caminhão – e, a esta altura, a empresa já adquiriu um voto de confiança do mercado.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas