Início » Aplicativos » TáxiGov: conheça o Uber do serviço público

TáxiGov: conheça o Uber do serviço público

Que o segmento de aplicativos para transporte particular é um sucesso, não é nenhuma novidade – mas o TáxiGov levou o aquecimento deste mercado para um outro nível – retirando, de certa forma, parte do público alvo das possíveis plataformas do Distrito Federal (ao menos em horário comercial).

Com a intenção de otimizar os custos de frota no Poder Público em nível federal na capital do Brasil, o Ministério do Planejamento desenvolveu uma licitação solicitando uma versão de aplicativo semelhante ao Uber e outras plataformas direcionamento de frotas para demandas específicas de usuário.

O resultado do desenvolvimento foi o TáxiGov, já chamado pela imprensa de “Uber do governo”. Sua ideia é simples: oferecimento do serviço de transporte com frota unificada para servidores e colaboradores do serviço Federal no Distrito Federal. Assim, não seria necessário manter contratos de transporte particulares, nem frotas específicas que ficariam ociosas, para cada um dos órgãos do Governo Federal.

Saiba mais sobre o TáxiGov, e essa inusitada ideia tecnológica:

Público alvo selecionado

Apesar da clara inspiração em outros aplicativos do segmento, a proposta do TáxiGov é destinada apenas para servidores públicos. Mais especificamente, para servidores públicos de nível Federal que estejam diretamente ligados a este âmbito.

Por enquanto, não há informações sobre possíveis intenções de adotar o serviço em outros âmbitos governamentais, como estados e municípios. Nesta primeira fase, o TáxiGov funcionará apenas para os servidores que encontram-se no Distrito Federal, que serão gradualmente cadastrados até o ponto em que todo o serviço público Federal do DF tenha sua situação completa nos bancos de dados do aplicativo.

Como funciona?

O TáxiGov tem um funcionamento bastante simples e intuitivo. De forma resumida, basta baixar o aplicativo TáxiGov em seu smartphone, cadastrar-se com as informações necessárias (incluindo seu local de trabalho) e passar a utilizar normalmente, da mesma forma que é feito com apps como Uber.

A diferença, neste caso, é que os custos passam a fazer parte da unidade de gestão do local onde você trabalha, e não em sua própria conta, segundo as informações fornecidas pelo site oficial do governo, responsável pela divulgação de seu lançamento.

Área de atuação

Por enquanto, o planejamento é de que todos os servidores de nível Federal na região do Distrito Federal passem a utilizar a plataforma até 2018. Sendo um aplicativo de esfera federal, no entanto, é de se esperar que – em caso de retorno positivo – seu uso seja adotado em outras capitais, até o ponto em que a maior parte das cidades com frota já tenham adotado.

Por enquanto, no entanto, o aplicativo atende apenas a alguns servidores federais no Distrito Federal, e apenas quem está na região pode beneficiar-se de seus benefícios.

Quais as vantagens?

Existem diversas vantagens na implementação bem sucedida do TáxiGov. Em primeiro lugar, manter uma frota única reduz os custos gerais com transporte do serviço público. Estima-se que, apenas no local atual de aplicação, pode-se reduzir os custos na categoria em até 20 milhões de reais por ano, o que equivale a uma economia de 60% do seu custo total.

Taxigov

Além disso, há uma maior transparência na prestação do transporte, reduzindo os riscos de corrupção por falta de métodos de controle – o que soma na quantidade de economia e, sobretudo, no bom uso do dinheiro público.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas