Início » Carros » Suzuki Jimny 2018 finalmente apresentará novidades

Suzuki Jimny 2018 finalmente apresentará novidades

A chegada do Suzuki Jimny 2018 desperta uma mescla de surpresa, alegria e compreensão. O jipinho pronto para a aventura baseia-se em um projeto com algumas dezenas de anos que pouco mudou ao longo do tempo. Excelente para o uso fora de estrada sem a necessidade de investir em robustos caríssimos, o modelo conquistou o espaço no coração de muitos aventureiros.

Obviamente, o carro já está defasado há vários anos, e seu uso é mais baseado na utilidade do que em fatores comumente analisados no mercado. Isso colocava a Suzuki em uma situação confortável: ninguém buscava o Jimny em busca de novidades e tecnologia de ponta.

No entanto, novas normas de segurança e eficiência de consumo globais transformaram a falta de atualização em obsolescência. Em breve, o veículo deixará de ser regular em diversos mercados, o que obrigou a montadora a atualizar seu aventureiro.

No caso brasileiro, as mudanças devem ocorrer no Jimny 2018. Baseado em um conceito já conhecido há algum tempo, o modelo deve manter seu foco, mas o visual deve ser finalmente atualizado. Além disso, parte do seu comportamento será mais atual. Saiba o que esperar do Suzuki Jimny 2018:

Atualização e legislação obrigam renovação

Embora a Suzuki esteja realizando uma atualização completa de sua linha no Brasil, é difícil associar as renovações do Suzuki Jimny 2018 a este processo. Pode-se considerar o modelo à parte da linha geral da montadora, como um espécie de modelo de nicho aventureiro.

O que motiva as modificações, na prática é a necessidade de adequação do carro às legislações – tanto brasileiras, quando em boa parte do resto do mundo. Ao que tudo indica, a necessidade de mudanças inspirou atualizações visuais, que já eram ensaiadas há muito tempo pelo conceito X-Lander, claramente desenvolvido como uma espécie de futuro distante do Jimny.

Inspiração no conceito ainda é informação vaga

A inspiração no X-Lander ainda é questionada. Se realmente ocorrer, representaria uma mudança gigantesca no modelo. Além disso, o tornaria muito mais caro do que o atual Jimny, que já não é exatamente barato.

Suzuki Jimny 2018

Por isso, questiona-se o nível da chamada “inspiração”. A expectativa é de obtenção de elementos básicos, além das atualizações obrigatórias em lei, enquanto o X-Lander segue alimentando como um plano para o futuro.

Motores já são cogitados

Na motorização, parece que as mudanças são mais relacionadas à adaptação em relação às legislações de consumo de combustível do que a uma nova proposta de experiência de uso. Na prática, as opções prováveis por aqui são duas.

A primeira, é um 1.2 Dualjet, capaz de oferecer até 90 cavalos de potência (semelhante ao já conhecido 1.2 do Swift), e um 1.0 Boosterjet com turbo e três cilindros, capaz de entregar até 110 cavalos. O segundo modelo deve ser mais econômico, e é razoavelmente mas potente do que a opção das versões atuais. Os dois motores devem funcionar exclusivamente a gasolina, e fala-se na possibilidade de só haver opções de tração integral, apesar de não haver confirmação quanto a isso.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas