Início » Motos » Royal Enfield Classic 500 2017: Clássica até no nome

Royal Enfield Classic 500 2017: Clássica até no nome

A Royal Enfield Classic 500 é o que se pode chamar de um rompedora de paradigmas entre os modelos da montadora indiana. Até o seu lançamento, a Royal Enfield era sinônimo de motocicletas para o homem-mecânico, que gostava de mexer no motor e não se importava em terminar um check-up rápido com as mãos sujas de graxa. Especialmente icônica era a Bullet, que permitia todo o tipo de adaptação.

Quando lançada, a Royal Enfield Classic 500 abriu uma nova etapa da marca. Muito mais tecnológica, a moto não exigia tanta sujeira, e era igualmente estilosa a capaz de entreter. Foi por isso que, em 2008, quando a Royal Enfield decidiu retomar em peso suas atividades globais, ela foi uma das primeiras a reviver.

Não à toa que a Royal Enfield Classic 500 está entre os modelos que já chegaram ao Brasil, e devem fazer parte do novo momento da montadora no mercado. Saiba o que esperar deste modelo que é um clássico até no nome:

O design de uma Royal Enfield Classic 500

A Classic remete significativamente à J2 da marca, que rodava no início dos anos cinquenta. A escolha não é à toa: todos os detalhes da moto, do farol às lanternas, do tanque ao sistema de exaustão remontam o visual típico do período pós Segunda Guerra Mundial. É exatamente o estilo clássico esperado durante tantos anos para os adoradores do modelo original.

O Royal Enfield é conhecida por não ter medo de desenvolver coisas novas, e a chegada de uma Classic preocupava muitos fãs. O medo era que a marca optasse por fazer algo totalmente novo – o que, felizmente, não aconteceu.

Motorização e performance

Quem vê o visual totalmente inspirado nos anos cinquenta e o barulho quase típico do motor, pode pensar que a tecnologia também remete àquele tempo. A verdade, no entanto, está longe disso. A Royal Enfield Classic 500 utiliza um 500 cilindradas totalmente moderno, igual ao utilizado pelo novo Bullet da marca.

Ele é capaz de entregar mais de 27 cavalos de potência, e mais de 4kgfm. Obviamente, seu foco está em uma experiência confortável e generosa, e não em um modelo esportivo. Segundo todas as análises da imprensa internacional, o modelo entrega exatamente o que promete.

Destaque especial deve ser dado à aceleração. Segundo as análises, o modelo entrega potência desde cedo, o que permite que uma aceleração de zero a sem em pouco menos de quatro segundos. Já foi registrado, inclusive, 160 km/h em exatamente dez segundos. Para uma moto focada mais em experiência do que em performance, os números são mais do que generosos – muito além do que se poderia imaginar com uma Classic dos anos 50.

Economia surpreende

Após testes, todas as publicações sobre o modelo demonstraram que, mesclando-se uso urbano e de estrada, o modelo é capaz de andar mais de 26 quilômetros com um litro de gasolina. Para um 500 cilindradas, este é um número muito bom, capaz de ser ainda maior na estrada.

Chegada ao Brasil confirmada

A Royal Enfield Classic 500 2017 é presença já confirmada no mercado brasileiro, com valor possivelmente próximo aos R$ 25 mil. Serão duas versões com acessórios diferentes, mas que ainda não foram especificadas para o mercado.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas