Início » Carros » Revisão da bateria do carro: como fazer?

Revisão da bateria do carro: como fazer?

A revisão da bateria do carro deveria ser uma atividade recorrente para todos os veículos. Assim como vários outros procedimentos de manutenção preventiva, no entanto, é comum que os condutores esqueçam de dar a devida atenção para o assunto, colocando em risco a durabilidade e, até mesmo, o correto funcionamento de seu veículo.

Ainda mais problemática é a velocidade com a qual a revisão da bateria do carro é feita em menos de meia hora – e geralmente a custos bastante acessíveis – essa peça absolutamente essencial para o veículo é checada, garantindo que você não tenha dores de cabeça por cerca de mais seis meses após o procedimento.

Revisão da bateria do carro

Assim como a bateria, outros componentes eletrônicos também devem ser checados com regularidade, pois restos de energia e desgastes de uso podem afetar seu correto funcionamento. Entenda como é feita a revisão da bateria do carro, quais são as os procedimentos e eventuais riscos da falta de cuidado em relação ao tema:

Como é feita a revisão da bateria do carro?

A revisão é feita a partir de algumas conferências. Em primeiro lugar, utiliza-se uma medição elétrica, que determina se as condições de funcionamento do aparelho ocorrem da maneira correta. Enquanto isso, é feita a avaliação visual, que determina se há desgastes ou corrosões aceleradas, bem como a oxidação dos terminais.

Em caso de oxidação, é necessário realizar a limpeza, garantindo que o funcionamento da bateria não seja afetado por aspectos físicos. O mesmo pode ser dito em relação à fixação do equipamento no suporte correto no motor. Uma bateria instalada inadequadamente, ou que tenha ficado frouxa com o tempo, pode gerar problemas de durabilidade tanto de suas funções, quanto do motor.

Outra conferência realizada atualmente é o nível de líquido na bateria. Antigamente, a medição era feita de maneira direita, observando o recipiente. Hoje, no entanto, as baterias são seladas, e exigem a observação através dos mostradores do produto.

Quando a bateria deve ser trocada?

O tempo de uso de bateria não é algo fixo, o que torna o processo de revisão periódica ainda mais importante para os proprietários. Em geral, 2 a 4 anos de uso é o tempo normalmente indicado como aceitável para o equipamento.

O ideal, portanto, é observar o funcionamento dos itens elétricos: dificuldade na hora da partida, faróis que parecem iluminar cada vez menos e dificuldades no uso de equipamentos eletrônicos, como o som ou os vidros elétricos, acusam um mau funcionamento que pode indicar a hora de trocar a bateria.

Por isso, este tipo de comportamento anormal deve ser sempre relatado na hora da revisão da bateria do carro, garantindo que observações de quem mais utiliza o veículo também sejam consideradas durante o procedimento.

Como evitar o desgaste desnecessário da bateria

O fim natural de toda bateria é simplesmente deixar de funcionar – afinal, é este o seu propósito após alguns anos de uso. Existem algumas dicas, no entanto, que ajudam você a evitar que o desgaste ocorra de forma mais rápida que o normal.

Sempre que estacionar o veículo, certifique-se que todas as luzes, faróis e lanternas estejam desligados. Faça o mesmo para equipamentos internos, como o som e os sistemas de conectividade do veículo.

A atenção deve ser redobrada caso o seu carro tenha acessórios adicionais, que não são nativos do modelo. Muitas vezes, esses dispositivos não são integrados aos sistemas que desligam os itens internos quando necessário, ocasionando desgastes acelerados.

O hábito de dar partida e desligar o veículo com frequência muito elevada em curtos períodos de tempo também é prejudicial. Ao fazer a revisão da bateria do carro, é comum observar que este tipo de comportamento desgasta a vida útil da bateria, por forçar demais o seu uso.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas