Início » Carros » Renault Mégane RS 2018 empolga mercado europeu

Renault Mégane RS 2018 empolga mercado europeu

Por aqui, falar sobre o Mégane 2018 geralmente remete à ideia de um sedã médio – possivelmente, até mesmo o substituto do Fluence. Na Europa, no entanto, o que realmente chama a atenção da mídia é o Mégane RS 2018, versão esportiva e hatch da família.

Trata-se da quarta geração do Mégane, que será lançada como hatchback, sedã e perua. O Mégane RS 2018, por sua vez, é a versão mais esportiva e conceitual do modelo. Detalhes como escapamento central e o lançamento apenas da versão em cinco portas são bastante significativas por lá, e dão dicas sobre o posicionamento da Renault, mesmo que o modelo não tenha intenções de chegar por aqui.

A tendência é que o que atualmente apresentado como Mégane RS 2018 seja convertido em Mégane GT em um futuro próximo, com poucas adaptações em relação ao conceito atual.

Visual externo ainda é mantido como um mistério

Sabe apenas uma coisa sobre o Mégane RS 2018, no quesito visual: baseado no Mégane de quarta geração, ele tende a ser impressionante. No entanto, pouco foi divulgado sobre este aspecto de forma visual, especialmente porque o foco da Renault está na capacidade de desempenho do modelo.

Em relação ao modelo padrão, espera-se uma grade que ocupe mais espaço na dianteira, para permitir uma entrada mais eficiente de ar para o resfriamento do motor. Obviamente, isso influenciará nos aspectos visuais da dianteira, fortemente elogiados para a quarta geração do modelo.

Nas laterais, no entanto, o Mégane RS 2018 deve apresentar poucas diferenças em relação ao modelo regular. Obviamente, um conjunto de saias laterais deve ser implementado, e detalhes cromados devem ser mais presentes no modelo. O que se pode perceber no perfil dos modelos camuflados é a altura: o modelo deve ser quase uma polegada mais próximo do chão.

A diferença entre o Mégane RS 2018 e o modelo regular na traseira deve ser apenas o posicionamento dos canos de escape. O modelo esportivo deve concentrá-los no centro do para-lamas.

Motorização e performance

É, obviamente, neste aspecto que o Mégane RS 2018 torna-se mais interessante. E justamente para manter o interesse no desempenho, a Renault optou por uma política de desenvolver um certo mistério em torno do que há sob o capô do modelo.

Segundo informações de bastidores, a Renault que fazer frente especialmente ao Focus RS, tornando-se mais potente que ele. Isso indica que o Mégane RS 2018 deve gerar um GT com mais de 300 cavalos de potência. Ao que tudo indica, a tração integral é a aposta mais segura para o desenvolvimento de um modelo com foco em performance.

O que ainda não é possível, é a definição de qual motor será responsável pelo fornecimento destas centenas de cavalos de potência. Embora seja uma versão focada em performance, o modelo não pode se dar ao luxo de um super-carro de estar despreocupado com o preço final. Isso significa que competitividade é uma preocupação a ser mantida pela Renault durante o desenvolvimento do modelo. Olhando-se para as motorizações atuais da marca, parece que a montadora precisará de soluções criativas para driblar a questão.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas