Início » Carros » Renault Clio 2018: Modelo deve inaugurar a próxima geração

Renault Clio 2018: Modelo deve inaugurar a próxima geração

O substantivo que define o Renault Clio 2018 é praticamente o mesmo em todas as notícias automotivas. Fala-se em uma “revolução”. O motivo da repetição é compreensível – foi essa a palavra utilizada por um dos altos executivos da marca para definir o que esperar do Renault Clio 2018, que deve chegar totalmente renovado.

Tudo indica que o o modelo seja apresentado no Salão do Automóvel de Paris em 2018 – sem a certeza de que sua chegada ao mercado seja no mesmo ano. Na linha de lançamentos da Renault, espera-se o Koleos SUV e o Megane Sport antes do Clio 2018, o que dá certa perspectiva de tempo.

Saiba o que esperar para o Renault Clio 2018 – que deve manter-se no velho continente – e o que é a prometida revolução do modelo:

Por um interior impressionante

Segundo os próprio executivos da Renault, a marca apresenta, em alguns de seus modelos, um problema. De acordo com a perspectiva da equipe de design, o público fica impressionado com o design externo de seus veículos, mas parece não haver um acompanhamento deste sentimento em relação ao interior.

Para a equipe de design francesa, é necessário fazer com que o interior de seus carros corresponda aos padrões externos. Por isso, há um enorme time alocado no desenvolvimento do interior do Clio 2018, em busca da tão sonhada revolução.

Além das escolhas de design propriamente ditas, há uma grande aposta em questões tecnológicas. A Renault já declarou que espera que o prazo de transição de equipamentos de ponta dos modelos mais avançados para os menores ocorra em, no máximo, dois anos.

No caso do Renault Clio 2018, as principais apostas devem ser relacionadas a sistemas autônomos de segurança. Além disso, um novo sistema multimídia deve contar com uma generosa tela central. Supostamente, a tela central deve ser a mais avançada utilizada em modelos Renault até o momento, e deve servir de inspiração para outros modelos no futuro.

Possibilidades de um Renault Clio 2018 híbrido

Segundo o que especula-se pela mídia europeia, deve haver traços híbridos em algumas versões do Renault Clio 2018. No entanto, considerando as atuais tecnologias da montadora e o curto prazo até 2018, a tecnologia deve ser apenas moderada.

Segundo entrevista dada por Bruno Ancelin, vice presidente executivo de planejamento de produtos, a intenção é adicionar tecnologias elétricas de forma acessível. O suficiente, segundo ele, para economizar e poluir pouco. Isso indica que a expectativa não é de um híbrido quase elétrico.

Não deve tratar-se aliás, de um modelo com abastecimento elétrico em tomadas, segundo o executivo. Considerando as informações dadas nas “charadas”, pode-se concluir a possibilidade de um modelo que carrega em função do atrito do freio. O auxílio da parte elétrica deve ser, portanto, tímido mas perceptível. O executivo ainda falou que, na economia de combustível, a redução do peso do carro é sempre mais acessível do que a implementação de uma bateria mais potente – um dos maiores custos dos elétricos.

Há, ainda, um conceito que circula há algum tempo na imprensa especializada. O conceito oferece um tom bastante futurista, mas que não afasta-se do visual típico do Clio. Para os mais empolgados, parece uma clara mensagem da montadora de que se trata de um futuro elétrico puro sangue da Renault. Quanto a isso, ainda  não há confirmações.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas