Início » Carros » Renault Alaskan 2018: Análise, lançamento, preço e fotos

Renault Alaskan 2018: Análise, lançamento, preço e fotos

A Renault Alaskan 2018 é a primeira picape global da montadora francesa. Grande, moderno e bem equipado, o modelo chega ao mercado para competir com grandes nomes do segmento – incluindo a Nissan Frontier 2017, sua irmã de sangue.

No mercado brasileiro, curiosamente, o modelo não é a primeira picape da montadora. Por aqui, a Duster Oroch 2017 já apresentou como uma inauguradora de categoria. Isso certamente não torna a estreia da Renault Alaskan 2018, mesmo que ela não esteja por aqui no próximo ano.

Renault Alaskan 2018: Apresentação global já feita

Renault Alaskan 2017: Fotos
Renault Alaskan 2018

Globalmente, o modelo já foi apresentado. Ele está previsto principalmente para o mercado europeu, e o crescimento gradual na América do Sul. O evento de apresentação, aliás, foi realizado Colômbia, que já terá o veículo em circulação em 2017.

A intenção é que a Renault Alaskan também chegue no Brasil. A data provável, no entanto, é 2018. É o ano para o qual a Renault prevê o início da produção do modelo em terras Argentinas. Até lá, a montadora francesa não pretende realizar a importação para cá vinda de outros países. Isso indica ao menos um ano de atraso em relação ao lançamento global.

Segunda picape da Renault no Brasil

Apesar das críticas à Renault Brasil em relação à pouca oferta de carros realmente interessantes, o país é um dos poucos em que a Alaskan não é novidade. Não que uma picape deste porte vindo da montadora francesa não seja surpreendente.

O que é familiar por aqui é a montadora aventurando-se em um segmento de picape. Recentemente, o Brasil foi palco do lançamento da Duster Oroch, que pareceu um primeiro passo no processo de reposicionamento da Renault Brasil.

A verdade é que a Renault Alaskan e outros modelos são frutos da parceria junto à Nissan. Na prática, o modelo é mecanicamente muito similar à Frontier, da parceira japonesa. As mudanças estão mais concentradas nos complementos e tecnologias agregadas.

Design e robustez

Para enquadrar-se como uma picape média por aqui, o modelo é capaz de carregar até 1,2 toneladas. Na verdade, toda a robustez do modelo foi ativamente vendida em sua campanha de marketing. Tração integral e diversos sistemas eletrônicos de assistência são apontados como parte da robustez da Renault Alaskan.

Renault Alaskan 2017 traseira
Renault Alaskan 2018 – Traseira

Neste sentido, aliás, o modelo parece estar bem adaptado às demandas do segmento no Brasil. A ideia é oferecer uma picape grande, poderosa, mas suficientemente bem equipada. Por isso, o segmento conta com os itens periféricos mais tecnológicos das montadoras.

Com a Renault Alaskan 2018, não será diferente. A estreia colombiana já demonstrou um painel cheio de instrumentos. Diferentemente do que ocorre com diversas outras estreias, por aqui espera-se todas estas facilidades, considerando a forte concorrência.

Uma Renault Brasil maior e mais luxuosa

Ao que tudo indica, a vinda da Renault Alaskan marcará, em 2018, um linha bastante renovada da montadora. Depois de muitos anos apostando apenas nos sedãs médios como modelos menos populares, a nova onda de estreias declara novo período da montadora francesa.

Renault Alaskan 2017 interior e painel
Renault Alaskan 2018 – Interior e painel

Após Oroch e o lançamento próximo de Kwid 2017, Captur 2017 e Koleos 2017, o Alaskan parece completar o reposicionamento. A única dúvida a respeito deste reposicionamento está na ordem: ainda não se sabe se chega antes o sucessor do Fluence atual, ou a picape inédita.

Preço do Renault Alaskan 2018

Os preços e versões do Renault Alaskan 2018 ainda não foram divulgados oficialmente pela montadora. Em breve divulgaremos mais detalhes aqui.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas