Início » Todos os posts » Dicas » Profissão: Motorista Profissional

Profissão: Motorista Profissional

Ser motorista profissional é uma atividade bastante ampla, que envolve diversos tipos de condução e níveis de complexidade.

Há motoristas sob o regime de contratação da CLT (com vínculo empregatício) e autônomos, motoristas que atuam com condução de passageiros em veículos de passeio, ou com a condução de veículos de alta complexidade em ambientes perigoso.

A lei brasileira distingue motoristas autônomos daqueles que possuem um vínculo de emprego. O motorista profissional, por classificação, é aquele que possui este vínculo trabalhista, enquanto outros (como, por exemplo, taxistas) atendem a um outro tipo de legislação específica.

Leia também: Uber: O que é e como ser motorista da empresa?

A carreira escolhida por um motorista profissional depende da categoria que ele pretende seguir, e da disposição de obter as habilitações necessárias para a execução da atividade.

A remuneração deste profissional pode variar bastante, dependendo do local de trabalho e do tipo de condução que será exercida. Uma das grandes vantagens da profissão, no entanto, é que o motorista não costuma ter muita dificuldade em obter emprego: Estima-se que há oferta de, pelo menos, 80 mil vagas para motoristas profissionais não atendidas no Brasil.

motorista-profissional

O que é preciso para ser um motorista profissional?

Quem exercer a profissão de motorista de forma regular precisa atender, de forma geral, dois requisitos básicos – e cada requisito apresenta suas próprias regras.

O primeiro deles é a formação e habilitação adequada. Isto é, o motorista deve ser aprovado na categoria específica que busca executar em seu emprego.

Cada categoria habilita o motorista a conduzir determinados tipos de veículo, por isso é importante saber qual a categoria que determinada vaga de emprego está oferecendo, ou em qual tipo de veículo o motorista pretende trabalhar.

O segundo requisito é não possuir determinadas infrações nos últimos doze meses na hora de obter a habilitação. O motorista não pode ter cometido nenhuma infração gravíssima ou grave neste período de um ano anterior, assim como não pode ter repetido uma mesma infração média durante este tempo.

As infrações deixam de constar no sistema após 12 meses de sua ocorrência. Quando ela deixa de constar, o motorista está habilitado a realizar o exame para uma nova categoria que o permita executar a atividade profissional.

As diferentes categorias de motorista

como-ser-motorista-profissional

Categoria C: pode ser solicitada após um ano de experiência na Categoria B. O condutor habilitado para esta categoria pode realizar atividades relacionadas ao transporte de carga – como caminhões – com peso bruto superior a 3,5 toneladas. Também é permitido que este condutor faça o transporte de passageiros, desde que a condução tenha lotação máxima de 8 pessoas mais motorista.

Categoria D: exige, ao menos, um ano de experiência na categoria C. Condutores da categoria D podem fazer o transporte de passageiros em veículos maiores (como vans e ônibus), com lotação superior a 8 pessoas mais motorista.

Categoria E: além da exigência das categorias anteriores, o condutor que pretende obter essa habilitação precisa ser aprovado em um curso de treinamento e práticas veicular em situação de risco. A categoria E permite a condução de veículos articulados, e com unidade de tração de carga separadas. O condutor pode fazer o transporte de carga superior a 6 toneladas.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas