Início » Carros » Fiat Toro 2017: o lançamento mais ambicioso da Fiat

Fiat Toro 2017: o lançamento mais ambicioso da Fiat

Geralmente, ao pensarmos em carros da Fiat no Brasil, pensamos em algo completamente diferente da Fiat Toro. A montadora italiana é conhecida por manter seus carros por muito mais tempo do que deveria, raramente inovando.

Quando se trata de design, costuma ser conservadora quando não importa um modelo europeu. Estes, quando chegam ao Brasil, demonstram uma personalidade que os Fiat brasileiros raramente carregam.

O Fiat Toro, no entanto, é um carro produzido nacionalmente que foge da tradição de pouco tempero da Fiat. Não apenas no que diz respeito ao seu design, mas no projeto como um todo.

É um carro completamente novo que praticamente criou uma categoria para si (só não o fez por ter atrasado o projeto) e almeja um mercado que não se sabe se existe, apostando fortemente na qualidade do seu veículo.

A própria montadora já afirmou ser o projeto mais ousado desde a fusão com a Chrysler e parece estar correta. Entrega um carro com design singular, proposta única e que entusiasma a todos que entram em contato com ele.

Foto: Icarros/Reprodução
Foto: Icarros/Reprodução

Picape compacta ou média?

Uma das tantas singularidades da Fiat Toro é o segmento em qual se encaixa. É um carro maior do que uma picape compacta, mas não possui o tamanho de uma picape média. Segundo a própria montadora, a definição de sua categoria é de Sport Utility Pick-Up, que forma a sigla SUP.

Na prática, o carro, construído sobre um monobloco, é uma SUV com caçamba. Isso fornece à ela uma semelhança a veículo de passeio na direção, mas com uma série de funcionalidades e robustez que outros veículos de passeios não possuem.

Foto: Preços Carros/Reprodução
Foto: Preços Carros/Reprodução

Design singular

Há, sem dúvida alguma, algo de único no design da Fiat Toro. Pode ser a repartição do frontal, de onde saem luzes por onde o transeunte geralmente não espera sair. Talvez seja a distribuição de um estilo de carro que os olhos do mercado ainda não estivessem acostumados.

O fato é que a Fiat Toro é uma carro muito interessante, visualmente falando. Demonstra robustez e agressividade combinados, que se traduzem em uma incontestável personalidade própria do veículo.

No interior, mais uma boa surpresa: há um visível bom gosto, muito coerente com a proposta do carro. Nas versões mais completas, uma central multimídia moderna, com uma tela tomando a atenção do painel central – mostrando que a Fiat deixou para trás os robustos sistemas integrados com a usabilidade terrível que seus carros tinham no passado.

Foto: Preços Carros/Reprodução
Foto: Preços Carros/Reprodução

Versões

No total, somam-se quatro versões da Fiat Toro. A versão de entrada, com motor 1.8 Flex (com valor pouco superior à faixa intermediária dos 70 mil reais), duas versões Freedom 2.0 a diesel, nas opções de tração 4×2 e 4×4 (ambas com seis marchas manuais, variando entre um valor pouco superior aos 90 mil reais e um pouco mais que os 100 mil reais). Há, ainda a versão de lançamento, que também utiliza o motor flex 1.8, com câmbio automático de seis marchas.

Os motores são, na prática, os mesmo utilizados pelo Jeep Renegade, embora a Toro seja um carro significativamente mais pesado – o que constitui o principal ponto fraco do veículo.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas