Início » Carros » Mitsubishi ASX 2018 ficará mais barato

Mitsubishi ASX 2018 ficará mais barato

Após a reestilização de 2016, o Mitsubishi ASX 2018 apresenta uma clara missão no mercado brasileiro: tornar-se mais competitivo e atraente frente à concorrência. Para isso, o modelo passa a contar com combinações distintas de motorização, bem como um reposicionamento dos valores da marca em relação ao preço.

Mais barato e, em certa medida, mais completo desde suas versões mais básicas, o modelo aposenta sua antiga combinação de transmissão manual, apostando no CVT como o câmbio único de toda a linha.

Mitsubishi ASX 2018

A intenção é, claro, uma melhor posição no mercado: com menos de 1.500 unidades vendidas no primeiro semestre do ano passado, o modelo nem mesmo alcança a lista de 20 SUVs mais vendidos do país.

Veja quais são as mudanças esperadas para o Mitsubishi ASX 2018, qual é a nova postura do modelo no mercado, e seus novos preços:

Mudanças essencialmente estratégicas

Com a recente reestilização do ASX, não é de se esperar que o modelo passasse por grandes modificações. Ainda produzido na planta goiana de Catalão, o utilitário terá uma grande mudança, que muda praticamente toda a sua postura de mercado.

A versão manual do ASX será definitivamente aposentada. Pode parecer algo simples, mas trata-se de uma escolha bastante ousada quando aliada à mudança da estratégia de preços. O antigo valor de entrada de R$ 97.990 passa a ser o valor de entrada do 2.0 com câmbio CVT, diminuindo seu preço em cerca de R$ 7 mil, e “puxando” toda a linha para um valor mais competitivo.

Essa diferença é ainda mais interessante ao considerar que boa parte da concorrência finalmente está ajustando seus preços para cima, após o período de manutenção de preços em função da crise automotiva. A competitividade, portanto, caminha a favor da Mitsubishi tanto no preço próprio, quando na comparação com a concorrência – e é essa sua grande aposta de retomada de relevância para a ASX.

Motor ganha potência com álcool

Mitsubishi ASX 2018 traseira

Outra modificação no modelo é a adoção do sistema de pré-aquecimento do etanol para as partidas a frio, além de pequenos ajustes. Com as mudanças, os 160 cavalos de potência do modelo evoluem para 170 cavalos a álcool, enquanto os números anteriores são mantidos no abastecimento a gasolina, que ainda entrega 160 cv e 22 kgfm de torque, frente aos 23 kgfm a álcool.

O bloco único para o modelo é o já conhecido 2.0. Não há informações que tratam das eventuais influências da mudança no consumo de combustível. A tendência, no entanto, é que o consumo a álcool se torne mais econômico, o que é muito bem vindo quando aliado a um melhor desempenho da potência.

Linha resumida a três versões

A Mitsubishi ASX 2018 passa a ser apresenta em três versões, com a aposentadoria da categoria de câmbio manual. Todas as versões são equipadas com o motor 2.0, havendo mudanças de acabamento e tração como definidoras do preço.

Mitsubishi ASX 2018 interior

Na entrada da linha, o ASX 2WD com câmbio CVT ocupa a faixa dos R$ 98 mil anteriormente dedicada à versão manual. Acima dela, está a versão com tração nas quatro rodas, que se torna cerca de R$ 6 mil mais barata, chegando ao mercado imediatamente abaixo dos R$ 114 mil.

Na versão topo de linha, há a mesma motorização, com o diferencial de teto solar e farol de xenônio de fábrica. R$ 5 mil mais barata do que no ano anterior, essa versão chega ao mercado por pouco menos de R$ 123 mil.

Todas as versões são equipadas, de fábrica, com central multimídia, sistemas de segurança e sensores, bem como sistema de ar-condicionado digital. Resta saber se as mudanças estratégicas da Mitsubishi ASX 2018 serão suficientes para garantir alguma relevância ao modelo no mercado atual.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas