Início » Carros » Kia Cerato 2017: Análise, especificações, preço e fotos

Kia Cerato 2017: Análise, especificações, preço e fotos

Com vendas bastante reduzidas no mercado dos sedãs médios nacionais o Kia Cerato 2017 possui a difícil missão de aumentar os números no próximo ano. A tarefa deve ser especialmente difícil, considerando que, após breve baixa, seu preço voltará a subir.

O modelo já conhecido no mercado global deve ter suas vendas iniciadas ainda em 2016, após atraso em função da fabricação para o mercado brasileiro. Ele conta com mudanças visuais interessantes e adições tecnológicas em seu interior.

Kia Cerato 2017
Kia Cerato 2017

Kia Cerato 2017: Apresentação já feita

O Kia Cerato 2017 brasileiro será o mesmo já apresentado em janeiro de 2016 no Salão de Detroit. Trata-se do modelo prometido para julho, que já está em circulação no mercado norte-americano, sob o nome de Kia Forte.

Por isso, o mercado já sabe que espera por um Cerato mais bonito e mercante. Com dianteira mais larga e faróis com grande largura horizontal, ele passa a impressão de uma esportividade mais clássica, ao mesmo tempo que retoma conceitos visuais tradicionais de sedãs médicos.

A traseira também está melhor resolvida, com destaque especial para as lanternas que projetam-se elegantemente em direção à placa. Os vincos laterais destacam-se próximos às janelas, dando a impressão de um perfil mais baixo para o sedã.

Assim, ele adota uma mistura visual interessante entre um sedã médio clássico e traços esportivos.

Atraso na chegada a mercado brasileiro

Com estreia prevista para o início do segundo semestre, tudo indica que o modelo só irá chegar ao Brasil durante o mês de novembro. A justificativa não está no mercado nem no dólar. O problema, na verdade, ocorreu na instalação da fábrica no México, de onde o modelo será importado.

Kia Cerato 2017 interior
Kia Cerato 2017 – Interior e painel

O atraso na linha de montagem e nas adaptações para o mercado brasileiro geraram quase um trimestre de atraso. Na prática, isso é bastante nocivo para o Kia Cerato 2017. Com vendas já abaladas, estrear próximo a sedãs de impacto maior não ajuda na recuperação.

Retomada de preços

Com a alta do dólar no Brasil, a Kia adotou uma estratégia bastante surpreendente para o Cerato 2016. Ela baixou o valor base em dólar do carro em quase 50%, mantendo-o razoavelmente competitivo.

O problema é que a escolha não impulsionou significativamente as vendas. Além disso, o Kia Cerato 2017 não poderá chegar com o preço tão reduzido para o país. Por isso, a estratégia acabará criando a impressão de supervalorização do novo modelo.

A forma como a montadora lidará com o problema ainda não é bem clara, mas certamente preocupa. Os mais sonhadores apostam em manutenção do preço baixo. De qualquer forma, alguns consumidores estão aproveitando para adquirir o modelo 2016, apostando em uma possível valorização futura, o que diminui a perda na hora da revenda.

Mesma motorização

Sob o capô, o modelo brasileiro deve chegar com o mesmo motor utilizado atualmente. Trata-se do 1.6 bicombustível, com sistema de transmissão automática de seis velocidades. Assim como a versão atual, o modelo oferecerá opção de trocas sequenciais.

O modelo é capaz de gerar até 128 cavalos de potência (a etanol – com gasolina, chega a 122 cavalos). Cogita-se, ainda, a opção de adotar um motor 2.0 em versões superiores, mas não há nada confirmado a este respeito.

Interior atualizado

Destaque especial deve ser dado à atenção ao interior do veículo. O Kia Cerato 2017 deverá resolver um problema do modelo atual, no Brasil. Os itens internos do modelo, atualmente, são bastante obsoletos. Não há uma central multimídia eficiente, por exemplo.

No caso do Kia Cerato 2017, haverá uma tela de 7 polegadas centralizando o sistema de entretenimento. O sistema terá alta conectividade, com opção de Android Auto e Apple CarPlay, para agradar todos os estilos de usuários.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas