Início » Motos » Kawasaki ER-6n 2017: Análise, Visual e performance

Kawasaki ER-6n 2017: Análise, Visual e performance

A Kawasaki ER-6n 2017 finalmente chegou ao mercado brasileiro, e o resultado parece ter dado atenção a todas as reclamações do modelo anterior. Mais agressiva, mais potente, mais compacta e mais ágil, ela parece finalmente ter encontrado precisão em seu conceito.

Quem esperava por uma reestilização leve irá se surpreender. Trata-se de uma mudança que poderia ser atribuída a uma nova geração do modelo. Os detalhes que receberam atenção envolvem desde o a experiência de pilotagem, até o desempenho e o visual do modelo.

Saiba tudo sobre a nova Kawasaki ER-6n 2017:

Totalmente renovada

Sem dúvidas, a primeira coisa a ser observada sobre a Kawasaki ER-6n 2017 é o fato de estar absolutamente renovada. Diferentemente do que pensamos sobre a maioria das renovações leves, a ER-6n 2017 não sofreu uma “reestilização leve”.

Kawasaki ER-6n 2017

A renovação de 2017 envolve diversas mudanças visuais, replanejamentos de desempenho, montagem de novos instrumentos e atenção a diversos detalhes específicos do modelo. Isso a torna ainda mais competitiva no mercado atual.

Mais competitiva, neste caso, quer dizer que ela está ainda mais poderosa para fazer frente à MT-07 da Yamaha, por exemplo. Os resultados no mercado ainda são inesperados: o crescimento recente da Kawasaki por aqui empolga, e sempre é imprevisível.

Novo painel

Um dos destaques nas mudanças da ER-6n 2017 está no novo painel de instrumentos. Ele é, ao mesmo tempo, mais moderno e eficiente. A nova versão mescla um conta-giros analógico de alta precisão a um velocímetro digital em painel de LED.

O display em LED ainda fornece uma série de informações a respeito do uso da moto. Seu backlight em azul é especialmente pensado para uso misto diurno e noturno. Além disso, o acesso às informações é fácil e eficiente, reduzindo riscos causados pela falta de atenção do piloto.

Visual atualizado

Mais agressivo e urbano, o design da ER-6n 2017 é mais interessante e acaba com a ideia de um modelo que começava a cansar, como era o anterior. Os faróis dianteiros seguem sobrepostos, mas em linhas mais esportivas.

O tanque de combustível torna-se mais anguloso, reforçando a ideia de agressividade. Além disso, todo o perfil da ER-6n 2017 foi repensado, de forma a torná-lo mais linear e urbano. Urbano é, aliás, um adjetivo capaz de definir com precisão o visual do modelo.

Ele gera um misto de agressividade – essencial para conquistar emocionalmente os apaixonados por motocicletas – com um tom compacto, importantíssimo para uma boa desempenho urbano.

Performance elevada

Com um motor de 649 cilindradas e dois cilindros paralelos, a Kawasaki ER-6n 2017 oferece desempenho fantástico. Como uma moto urbana, é pensada para oferecer uma experiência suave e agradável, sem perder na performance.

A entrega de desempenho garante ótima aceleração, e é uma moto surpreendentemente fácil de pilotar, especialmente para pilotos pouco experientes. Sua qualidade em giros baixos é o que define seu desempenho exemplar como uma moto urbana.

Quem associa motos urbanas com desempenho mediano deve repensar seus conceitos. A ER-6n 2017, em sua quase 650 cilindradas é capaz de entregar até 72,1 cavalos de potência. O câmbio utiliza-se de seis velocidades – ideal para transições.

Pilotagem superior

A ER-6n 2017, diferentemente do modelo anterior, oferece um banco bi-partido para o piloto. Isso permite que o condutor assuma uma posição mais esportiva sem perder confiabilidade e segurança. Além disso, o novo sistema melhora o conforto de quem está na garupa.

O conjunto compacto na parte dianteira permite uma posição bastante segura do piloto, com os membros confortavelmente próximos ao chassis da moto. Além disso, um sistema de absorção de vibrações em borracha foi implementado. Isso faz com que a o piloto e o passageiro sofram pouco com a vibração do modelo.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas