Início » Carros » Jeep Wrangler 2018: maior e mais leve

Jeep Wrangler 2018: maior e mais leve

Já apresentado nos Estados Unidos durante 2017, o Jeep Wrangler 2018 deve ser oferecido ao mercado brasileiro ainda esse ano, sob a promessa de se tornar mais econômico e atualizado só na medida do necessário.

Quem não está acostumado com o mercado de off-roads puros, sem nenhuma pretensão de passear pela cidade como seus primos utilitários, pode até achar estranho, mas a verdade é que quando falamos de jipe, atualizar quase nunca significa sistemas de entretenimento ou designs que sigam a tendência atual.

Jeep Wrangler 2018

Neste mundo paralelo, manter-se fiel aos traços originais é a regra tácita, e tudo que é adicionado precisa ter um propósito claro para melhorar a experiência. Não à toa, o Wrangler anterior foi produzido por mais de uma década, e a atualização deste ano não traz novidades tão significativas assim.

De forma geral, há atualizações mecânicas e mudanças em certos mecanismos de adaptação do modelo. Além disso, o modelo fica um pouco maior no comprimento, mas perde peso com a modificação dos materiais utilizados para construir. Saiba o que esperar do Jeep Wrangler 2018, que deve estar rodando fora das estradas brasileiros ainda este ano>

Maior, mas mais leve

O tamanho do Jeep Wrangler nunca sempre dividiu opiniões. Para os fãs do antigo Willys (modelo imortalizado durante a segunda guerra mundial), o Wrangler é grande demais e, consequentemente, pesado demais.

A Jeep apostou em reduzir o peso com o uso de materiais mais leves e resistentes. Com quase cem quilos a menos, o modelo ainda ganhou quase 9 centímetros na versão de quatro rodas, e mais de 6cm adicionais no entre-eixos.

A atualização garante que o modelo seja mais resistente, e que seus materiais sejam simultaneamente mais leves (ajudando no consumo, o que é verdadeiramente necessário no modelo oferecido até então), ao mesmo tempo em que é capaz de aguentar um pouco mais de estresse.

Design (muito levemente) atualizado

Donos de Jeeps feitos para a aventura não são exatamente ávidos por mudanças no visual de seus modelos. Por isso, a fabricante modificou apenas o necessário para tentar deixar o veículo mais eficiente. Novas entradas de ar e leves arredondamentos tentam deixar o grandalhão mais fluido em relação à resistência do ar, sem ofender o histórico formato mais encaixotado do modelo.

Outra novidade é a adoção de faróis em LED nas versões mais completas, permitindo uma melhor iluminação para aqueles que buscam aventuras à noite.

Atualizações tornam o modelo mais prático

Jeep Wrangler 2018 traseira

Quem está familiarizado com o Wrangler deve saber a respeito das dificuldades de retirar o teto do modelo. No novo Jeep Wrangler 2018, o sistema ficou muito mais prático, bastando ajustes leves para a retirada.

O mesmo pode ser dito a respeito da retirada das portas e do rebaixamento do para-brisa: todas essas mudanças serão mantidas, mas a forma de aplicação será mais prática, com sistemas de fácil manuseio que não perdem em nada na durabilidade e resistência.

Novas opções sob o capô

Jeep Wrangler 2018 interior

No que diz respeito à motorização, o mesmo V6 de 3.6 litros será mantido, capaz de entregar até 289 cavalos de potência – o que é bom para quem quer força sem dar muita atenção aos custos com combustível.

Por outro lado, quem espera fazer um uso mais equilibrado do motor, recebe uma opção bastante interessante: um turbo 2.0 a gasolina, capaz de entregar competentes 271 cavalos de potência. O torque também não deixa nada a desejar: são 49 kgfm para garantir que o motor não deixará ninguém sem atravessar obstáculos.

Também nova é a notícia que o Jeep Wrangler 2018 só utilizará tração integral, sem opção de transferência de tração. A transmissão poderá ser escolhida entre seis marchas manuais, ou oito no câmbio automático.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas