Início » Todos os posts » Leis de trânsito » IPVA Atrasado: veja as consequências e o que fazer

IPVA Atrasado: veja as consequências e o que fazer

O IPVA atrasado é um dos pesadelos anuais de todos os proprietários de carros sobre os quais a taxa aplica-se. Se o imposto não é barato, seus juros e cobranças sobre atraso também não são.

Por isso, entender as consequências e saber como agir é essencial para evitar surpresas negativas. Saiba as consequências do IPVA atrasado:

O que fazer com o IPVA atrasado?

A resposta é bastante óbvia, mas há um motivo: pague o quanto antes.

O pagamento do valor pode ser realizado diretamente com a cobrança vencida em bancos e nas unidades do Detran. Se você não possuir a via atrasada, é possível encontrar na secretaria da fazenda do seu estado a opção de imprimir novamente.

As multas e taxas de juros cobradas sobre o valor são significativas. Além disso, o IPVA atrasado impede que seu carro circule de maneira regular pelas ruas. Por isso, o melhor a fazer é realizar o pagamento o quanto antes. Alguns bancos oferecem linhas de créditos emergenciais para a situação. Se não for possível evitá-las, considere a diferença entre os juros do empréstimo e os prejuízos do IPVA que não é pago.

ipva-atrasado

É possível parcelar o IPVA atrasado?

Não, o IPVA atrasado não pode ser parcelado. Quando pago em dia, o IPVA pode ser pago com desconto (se feito à vista), ou ser parcelado em até três vezes. Se a taxa já estiver vencida ou em situação de atraso, é necessário pagar o valor à vista.

Se o contribuinte tiver optado por parcelar os pagamentos e atrasar alguma das parcelas, o valor é pago de acordo com as regras do parcelamento. Isso quer dizer que devem ser pagas as multas aplicadas sobre os valores em atraso, especificamente.

Qual é a multa aplicada sobre o IPVA atrasado?

Invariavelmente, é aplicada uma mora equivalente a 20% do valor atrasado. Além disso, aplica-se uma taxa de 1% ao mês sobre os valores originais atrasados.

Ao contrário de outras dívidas, o IPVA atrasado não dá espaço para acordo futuro. Por isso, não é uma boa ideia tentar apostar na renegociação, acumulando multas. Lembre-se que você estará devendo diretamente para seu estado, além de provavelmente estar inabilitado para ser conduzir seu próprio veículo.

É possível dirigir com o IPVA atrasado?

Muitas pessoas enganam-se ao fazer esta pergunta, e acabam com seu veículo recolhido. Sim, é possível dirigir com as taxas sobre o veículo atrasadas. Isso é permitido desde que você tenha uma CNH válida para condução. No entanto, não é permitido que o veículo que está com o IPVA atrasado circule.

Isso quer dizer que a condição de atraso deste imposto diz respeito à circulação do carro (ou moto). Ela não influencia na possibilidade de o motorista conduzir outros veículos, mas impede que aquele veículo específico saia às ruas.

Quais as consequências de circular com o IPVA atrasado?

Se você pretende conduzir seu veículo sem o pagamento adequado do IPVA, pode ser uma boa ideia repensar no plano. Se pego em uma abordagem policial, o veículo provavelmente será apreendido e levado por um guincho até o pátio do Detran.

Para liberar o veículo, será necessário pagar todas as taxas devidas à instituição com os juros. Além disso, se passar mais de um dia no local, será obrigatório pagar diárias pelo tempo de ocupação do estacionamento. Este valor varia de estado para estado, mas é obrigatório em todos eles.

Se você não pagar as taxas, incluindo de estacionamento, no tempo solicitado, seu veículo irá a leilão. Em alguns estados, como no Rio Grande do Sul, o recolhimento já é judicialmente discutido. Via de regra, no entanto, ele é a prática padrão para quem circula com o IPVA atrasado.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas