Início » Motos » Indian Springfield 2017 chega ao Brasil

Indian Springfield 2017 chega ao Brasil

Única estreia da linha atual da Indian Mortocycle no Brasil até agora, a Indian Springfield 2017 chegou ao mercado com potência, espaço de carga, desempenho impressionante e ótimas avaliações da mídia especializada.

O preço, é verdade, não é acessível – mas não é nada exagerado para quem pretende ter uma moto Indian de gala em casa. A Springfield 2017 é um item de luxo: é potente, estilosa, boa de pilotar, versátil e – claro – absolutamente icônica.

A soma destas qualidades confere vários pontos positivos para o modelo, que carrega consigo toda uma história da marca que representa parte da própria história das motocicletas. Saiba o que esperar da Indian Springfield 2017, e quais são suas principais características:

Visual impressiona

Há verdadeiramente pouco que se possa falar do visual da Indian Springfield 2017, além do óbvio. Não que a moto seja óbvia – pelo contrário: sua aparência deslumbrante exige elogios que repetem-se em todas as avaliações do modelo.

Seus principais méritos estão na capacidade de desenvolver imponência e agressividade a uma moto de viagem com boa capacidade de carga. Ela deixa claro a que veio, e quem a vê sabe que não sairá decepcionado.

Seu corpo, que não busca o minimalismo, passa solidez sem dar a impressão de peso excessivo. Além disso, o contraste com o belíssimo motor em V certamente chama a atenção, tornando impossível não admirar este clássico contemporâneo.

Sem decepções no desempenho

O motor da Indian Springfield 2017 é o mesmo da Roadmaster – o que é uma boa notícia. Trata-se do Thunder Stroke 111 V-Twin. Seus mais de 1.800 centímetros cúbicos auxiliam tanto no visual poderoso, quando na potência.

Indian Springfield 2017

São quase 16,5 kgfm de torque a três mil RPM, o que demonstra o potencial do modelo. Conta, ainda, com seis marchas em seu câmbio, o que permite uma aceleração linear interessante, que não parece cansar enquanto faz o ponteiro subir. Outro ponto positivo, neste aspecto, é o conforto proporcionado pelo sistema de câmbio. As marchas são trocadas de forma suave, favorecendo significativamente o desempenho, especialmente considerando o tamanho desta custom.

Pilotagem é ponto forte

Com mais de 375 quilos de peso, é necessário esperar algum nível de concessão na pilotagem a facilidade de controle de uma motocicleta deste porte. A boa notícia é que o conjunto de amortecedores e suspensão chamaram a atenção da imprensa no quesito conforto.

Se ponto especialmente forte foi nas curvas. Nelas, parece ser um consenso a surpresa a respeito do desempenho do modelo, que parece não sofrer. Relato curioso dos jornalistas convidados é o fato de as pedaleiras encostarem no chão com algumas frequências, pois a Indian Springfield 2017 parece simplesmente esquecer do seu tamanho, e dá confiança para curvas bastante inclinadas.

Isso é verdadeiramente surpreendente para um moto de quase 400 quilos, e mais 242 kg de carga possível. Para os viajantes, certamente é uma opção a ser fortemente considerada.

Preço preocupa

É verdade que uma Indian é um modelo icônico, e pode cobrar um pouco mais por isso. O valor da Indian Springfield 2017, no entanto, parece começar significativamente mais alto que a concorrência, a ponto de ser preocupante.

Seu preço tem início na faixa dos R$ 92 mil, podendo aumentar, a depender do acabamento e da configuração. Isso a torna mais cara que concorrentes de marcas igualmente respeitadas no país e no mundo, sendo apontado como o principal ponto fraco.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas