Início » Todos os posts » Carros » Hyundai Santa Fe 2017: O que esperar da SUV no Brasil?

Hyundai Santa Fe 2017: O que esperar da SUV no Brasil?

Com o Hyundai Santa Fe 2017 já anunciado para o mercado dos EUA, devendo chegar às ruas ainda no primeiro semestre, o futuro brasileiro é incerto. Ao que tudo indica, será mantido o modelo atual por aqui, que não conta com as mudanças de motorização e consumo. Não que isso seja um problema, em primeiro momento.

O competente modelo atual, com mudanças recentes e tecnologia interna de sobra é capaz de aguentar por mais alguns anos. O problema está, no entanto, na incerteza. Com mudança certa na linha de SUVs da Hyundai provavelmente seguindo o que se apresenta nos EUA, sua presença parece um pouco anacrônica.

Não deixa de ser, sem dúvidas, uma ótima opção de SUV de maior porte. Saiba o que esperar do Hyundai Santa Fe 2017 no país:

Conjunto mecânico não deixa nada a desejar

Apesar da opção dupla disponível para a versão nos EUA, o modelo brasileiro deve contar com seu motor já conhecido – o que está longe de ser ruim. Trata-se do Lambda II 3.3. O seis cilindros em V é capaz de oferecer, para o modelo, um máximo de 270 cavalos – uma cifra bastante generosa para a categoria.

Para a transmissão, é mantido o câmbio duplo CVVT como opção única. O combustível segue, unicamente, a gasolina.

Design (quase) atual

Tratar do design do Hyundai Santa Fe 2017 pode ser uma situação delicada. Com grade atualizada e modelo bastante atual, não há críticas a serem feitas sobre o modelo. O problema está na perspectiva. Isoladamente seu visual é realmente bonito e imponente. Poderia ter fôlego para uma geração inteira sem muitas mudanças, mesclando sofisticação e robustez.

O problema, no entanto, aparece na hora da comparação. Apesar de todos os pontos positivos, sabe-se que não é esta a versão atual no mercado global. Somada a esta informação, sabe-se que a montadora coreana pretende repensar toda a sua linha SUV em breve, tornando a Santa Fe mais próxima ao que é globalmente oferecido.

Resta, para o futuro proprietário, incerteza. Visualmente, os modelos globais não são tão diferentes. Não se tratam, no entanto, exatamente do mesmo carro atualmente oferecido. Por isso, embora seja bonito e cheio de fôlego, é delicado dizer que sua estética é atual.

Riqueza em tecnologia interna

Por dentro, não há dúvidas de que o Hyundai Santa Fe 2017 justifica o seu valor. A riqueza de equipamentos tecnológicos faz com que o modelo seja, simultaneamente, próximo do estado da arte e um porto de segurança para a família.

Ponto de destaque deve ir para os itens relacionados á segurança. Desde o modelo mais básico de cinco lugares, até o mais completo com três fileiras de banco, os itens de segurança estão presentes integralmente.

Isso inclui assistentes de curvas, airbags generosos, assistentes de frenagem, tração, pré-tensionamento de cintos, travas e sistema isofix, para famílias com crianças menores. Em resumo, é uma forma de demonstrar o veia nativa de SUV familiar.

Todas as versões contam, ainda, com central multimídia completa, sistema keyless e diversos mimos, como piloto automático e câmera de ré.

Modelo conta seus dias

A situação do Hyundai Santa Fe 2017 é bastante delicada. O modelo é, ao mesmo tempo, uma boa compra e uma incerteza a médio prazo. Não se sabe, por exemplo, o que a montadora planeja para 2018 – o que pode interferir no valor do carro rapidamente. Isso torna a compra um pouco arriscada no quesito “investimento”.

É verdade, no entanto, que como um obra por si só, o Hyundai Santa Fe 2017 não deixa dúvidas de ser um veículo excelente. Se a intenção é obter uma opção familiar cheia de tecnologia, trata-se de um acerto.

Cabe, neste sentido, ao comprador decidir qual é a prioridade da compra. Nesta faixa de preço, o modelo é uma escolha excelente – desde que se tenha em mente o risco da definição futura do mercado.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas