Início » Carros » Hyundai Ioniq 2017: um elétrico normal

Hyundai Ioniq 2017: um elétrico normal

O Hyundai Ioniq 2017 é o hatchback de cinco portas lançado para fazer barulho frente aos carros mais ecológicos e econômicos. O modelo chega ao mercado com três opções de motorização diferentes: híbrido, totalmente elétrico, e híbrido de carregamento. Isso significa que a opção menos limpa oferecida pela Hyundai será equivalente à mais ecológica que seus concorrentes oferecem.

A ideia é que o Hyundai Ioniq entre no mercado para competir com o Prius – principal ícone dos híbridos. Além disso, opções novas como o C-Max da Ford também estão na mira das comparações coreanas.

Enquanto isso, o Ioniq totalmente elétrico entra na briga contra outros EVs do mercado, como o Nissan Leaf, o e-Golf da VW e o BMW i3. Já o Ionic Plug-in, que deve chegar um pouco mais tarde, deve bater de frente com o Volt da GM e o Prius Prime, da Toyota.

A expectativa declarada da montadora para o Hyundai Ioniq 2017 é de que o híbrido seja a versão com mais vendas, auxiliando a estabelecer o nome do modelo no segmento de energias alternativas. É exatamente por isso que a montadora optou por fazer as três versões sob um único nome, em vez de desenvolver uma linha variada com três carros distintos, segundo analistas.

Design convencional

Na indústria automotiva, falar em convencional geralmente não é um elogia. No caso do Ioniq 2017, isso é bastante diferente. A ideia é que seu visual seja bastante adequado à identidade visual da Hyundai, sem grandes surpresas. A aposta é passar a mensagem de que carros híbridos e elétricos não são conceitos alienígenas e esquisitos que merecem cuidados especiais em seu visual.

Por isso, falar que o Hyundai Ioniq 2017 é bastante convencional – e atraente entre os veículos que circulam normalmente, assim como o Elantra – é sinal de que a marca teve sucesso em seu resultado final.

Motorização nada convencional

Se o objetivo visual é demonstrar que modelos elétricos são simplesmente carros como quaisquer outros, a motorização ainda é uma novidade nestes segmentos. No caso do Hyundai Ioniq 2017, é claro, haverá três tipos distintos de motorização.

A versão híbrida contará com um motor a combustão de 1.6 litros e quatro cilindradas, capaz de produzir cerca de 105 cavalos de potência. Além disso, um motor elétrico será posicionado entre o bloco maior e a caixa de transmissão de seis velocidades, produzindo 44 cavalos adicionais de potência. Em conjunto, o motor será capaz de produzir cerca de 140 cavalos de potência. A energia será abastecida pela captura da energia desperdiçada, e armazenada em um pacote de baterias sob os assentos traseiros.

A versão plug-in utiliza um conjunto de motorização muito semelhantes, mas o motor motor elétrico é mais potente, entregando cerca de 60 cavalos de potência. A diferença está na forma da carga, realizada diretamente da rede elétrica.

O Ioniq elétrico, por sua vez, possui uma série de peculiaridades em relação ao outro modelo. Até mesmo seu visual recebe algumas alterações na grade frontal. O modelo contará com um motor elétrico que oferece pouco mais de 120 cavalos de potência, e autonomia suficiente para quase 170 quilômetros de viagem. O conjunto de baterias fica entre as rodas traseiras, sob o porta malas, o que permite que o carro não precise ser tão alto quanto seus concorrentes.

Condução divertida

A Hyundai faz questão de ressaltar os objetivos conceituais do Ioniq 2017 – por isso, nada mais justo do que tratar sobre eles aqui – especialmente porque parecem verdadeiros. Se você achou que as cifras de potência são muito moderadas para o Ioniq, poderá ficar feliz ao saber que o modelo é construído para ser leve, o que torna a motorização mais eficiente, competindo adequadamente em desempenho com seus concorrentes.

A escolha de retirar as baterias de baixo dos passageiros também permite que o centro de gravidade do veículo seja mais baixo, o que gera uma experiência de dirigibilidade mais estável e interessante. Isso significa que o modelo empolga ao dirigir, diferentemente de boa parte da concorrência.

Além disso, como não poderia deixar de ser, o Hyundai Ioniq 2017 conta com todos os equipamentos tecnológicos de segurança, incluindo monitoramento de ponto cego, alerta de desvio de faixa e de colisões, assim como frenagem emergencial automática.

Estreia iminente

O modelo deve sair o quanto antes no mercado global, não devendo ultrapassar a o fim do primeiro trimestre de 2017. Seus preços ainda não foram divulgados e a estreia no Brasil, é claro, ainda não possui uma data exata para acontecer.

Hyundai Ioniq 2017 Hyundai Ioniq 2017 traseira Hyundai Ioniq 2017 interior

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas

Gostou desse carro? Dê sua nota!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...
teste