Início » Todos os posts » Motos » Honda Pop 2019 a partir de R$ 5.790 e freios ABS

Honda Pop 2019 a partir de R$ 5.790 e freios ABS

Muita simplicidade, mas, com bastante competência para ser uma das quatro motos mais vendidas do País. Essa é a Honda Pop 2019, que já está no mercado à espera de seus aficionados ou, simplesmente, para quem está precisando daquela moto de entrada, um modelo mais simples e mais barato. Seja apenas para ir e voltar do trabalho ou, mesmo, para trabalho com motos em centros menores.

Descendente da antiga Biz, a Pop 110i 2019 continua ostentando o título de uma moto bem simples, econômica e de fácil dirigibilidade, de forma especial para as suas tarefas menos complicadas do seu dia a dia. O tipo da moto topa tudo.

Vai prá terra, mas é da cidade

E, claro, com aquele título que é o adequado principalmente para estudantes ou quem está entrando com sua primeira moto: a economia. Com seu tanque de 4,2 litros, ela é capaz de rodar 41 quilômetros com um único litro de gasolina. Ou seja, esse tanque lhe proporciona uma capacidade de rodagem, sem abastecimento, de pouco mais de 160 quilômetros. E, nas estradas brasileiras da atualidade, é difícil uma estrada que não tenha um posto de combustível à distância tão grande.

Se bem que o seu forte continua sendo os meios urbanos, com aquelas tarefas rápidas dignas de quem não precisa mesmo de uma moto robusta para ir à escola ou simplesmente ao trabalho. A moto típica do seu dia a dia.

A moto mais barata da Honda

De acordo com anúncio da própria Honda, a nova Honda Pop 2019 já está nas concessionárias à espera de seus admiradores ou consumidores. Não é preciso nem entrar em fila, embora isso não possa ser garantido com tanta segurança, pelo menos em seus primeiros dias de comercialização. Ao preço sugerido de R$ 5.790,00, ela continua sendo a moto mais barata entre todas as fabricadas pela japonesa Honda no Brasil.

A grande novidade é o seu sistema de frenagem, até mesmo para atender a legislação brasileira. A partir deste ano, toda a moto vendida no País, seja fabricada aqui ou importada, precisa trazer este novo sistema de frenagem.

Honda Pop 2019

Sistema CBS segura nas duas rodas

Trata-se de sistema que já deve vir de série com frenagem combinada, ou seja, tanto no manual quanto no pedal o freio, ao ser acionado, é distribuído igualmente para os freios das rodas dianteira e traseira. Isso oferece maior segurança ao motociclista e permite que a frenagem seja não apenas mais segura, como, também, mais rápida. Trata-se de uma frenagem bem mais confortável e mais eficiente.

Esse sistema é o CBS, sigla em inglês de Combined Brake System. Este dispositivo fez o preço sugerido da Honda Pop 2019 pular de R$ 5.598 para R$ 5.790, conforme é a sugestão atual da Honda a seus revendedores em todo o País. É claro que, devido ao transporte, aqueles estados mais distantes da fábrica vão pagar um preço ligeiramente maior.

Exigência legal, dá mais segurança

Isso quer dizer que o sistema de frenagem combinada da nova Honda Pop 2019 deixou a valente moto apenas R$ 200 mais cara, aproximadamente. Nada mal, não é mesmo, para atender a esta melhoria importante do ponto de vista da segurança. Embora seja uma exigência legal, o atendimento a este quesito também representa maior segurança e conforto ao usuário.

Para este ano, a Honda já fez o anúncio de uma série de novos lançamentos e a Honda Pop 2019 é apenas o primeiro deles. Portanto, você consumidor da marca ou que simplesmente gosta de moto e, por isso, quer estar a par dos lançamentos, pode ficar atento porque as novidades estão por sair.

Muitas novidades Honda para 2019

No final do ano passado, a fabricante japonesa já fez o anúncio de seu primeiro lançamento para este ano – foi o Elite 125. Para este ano, são muitos os anúncios esperados, a começar pelo que se espera seja uma nova geração das potentes CB 1000 R.

Também são aguardados anúncios acerca do scooter PCX, o que, aliás, promete marcar uma nova geração desses motociclos.

Sistema de freios apenas a tambor

A grande vantagem dos freios de sistema CBS é a distribuição que fazem da frenagem para as duas rodas – dianteira e traseira -, o que é garantia de maior estabilidade em qualquer parada de emergência. Pela legislação brasileira, as motos menores devem chegar, a partir deste ano, com o sistema CBS, enquanto as motos de maior cilindrada devem trazer o sistema ABS.

Apesar de já chegar com essas melhorias, a nova Honda Pop 2019 continua a trazer apenas os freios a tambor, tanto na roda dianteira quanto na traseira. Ou seja, ainda não oferece os freios a disco nem mesmo como opcionais, o que é uma pena.

Honda Pop 2019

Agrada bem a qualquer público

A fabricante informa, ainda, que em todo o restante do conjunto a moto mantém a mesma base de anos anteriores. O motor é aquele conhecido monocilíndrico com 109,1 e que chega até 7,9 cavalos de potência. O câmbio também é o mesmo já amplamente conhecido de quatro marchas.

A nova Honda Pop 2019 também continua a trazer o que sempre se constituiu numa de suas vantagens, de forma especial entre o público feminino – o seu peso, de apenas 79 quilos, o que, combinado com sua altura de 749 mm do solo, é de fácil manuseio especialmente para pessoas de estatura menor, o que inclui o público feminino como regra geral.

Uma moto para qualquer terreno

Esta valente moto vem com características para suportar qualquer tipo de terreno, nos meios urbanos ou nas estradas de terra. Com rodas de 17 polegadas na dianteira e 14 na traseira, ela pode ser encontrada nas cores vermelha, branca ou preta. Ela também ganhou novo assento, com novo material e textura, um pouco mais largo e na cor vermelha.

Digamos que ela ficou, assim, com jeitão de moderna e despojada. Quando se fala em banco mais largo, entenda-se mais confortável nesta nova Honda Pop 2019. O corpo do condutor adapta-se melhor e suporta em melhores condições o que vier pela frente, em qualquer tipo de estrada. Então, pode ir na primeira concessionária conferir o seu modelito.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas