Início » Bicicletas » Freio de bicicleta a disco ou v-brake? Saiba como escolher

Freio de bicicleta a disco ou v-brake? Saiba como escolher

Para quem quem frequenta fóruns e grupos de discussão online sobre equipamentos para bicicleta, uma questão que surge com frequência surpreendente é a discussão a respeito dos tipos de freio de bicicleta que apresentam o melhor desempenho.

Em especial, a discussão sobre freio de bicicleta a disco ou v-brake costuma, até mesmo, gerar uma série de opiniões bastante acaloradas. Desde já, dizemos que não há um campeão absoluto na hora de definir o melhor tipo de freio de bicicleta – tudo depende de quais qualidades você deseja priorizar.

Confira os prós e contras de cada um destes dois tipos de freio de bicicleta e utilize-os para montar o perfil ideal para o seu uso da bicicleta:

Freio a disco

freio-a-disco-para-bicicleta

Vantagens

  • Frenagem forte e precisa;
  • É menos afetado por lama e água;
  • Não é prejudicado por aros tortos;
  • Alta durabilidade das pastilhas de freio;
  • Não gera desgaste no aro;
  • Não gera superaquecimento do aro e do pneu em descida íngremes.

Desvantagens

  • Gera uma maior tensão nos raios da roda;
  • Exige garfos e rodas um pouco mais caras;
  • Maior chances de gerar torções na roda;
  • Apresenta transporte e encaixe um pouco mais complicados, dificultando a compra;
  • As pastilhas de freio perdem toda utilidade se entrarem em contato com óleo;
  • Embora não prejudiquem o aro por aquecimento, o ponto de contato (disco) recebe atrito mais constante, por possuir perímetro menor.

V-Brake

bicicleta-freio-v-brake

Vantagens

  • Sistema mais simples, sem a necessidade de conhecimentos mais específicos;
  • Possui ação eficaz e equilibrada, quando bem balanceado;
  • Baixo custo de reposição das peças;
  • Permite equipamentos mais baratos na bicicleta, gerando o mesmo efeito prático;
  • Prejudica menos os raios da roda;
  • Diminui as chances de deslocar a roda dianteira de seu eixo;
  • É mais fácil de ser transportado, em caso de encomendas.

Desvantagens

  • Desgaste nos aros;
  • Risco de estourar o pneu em função do superaquecimento, em descidas muito longas e íngremes;
  • Mais afetado por água e lama;
  • Nem sempre é tão forte quanto o freio a disco (dependendo da qualidade do equipamento).

O que isso tudo quer dizer?

Se as listas não ajudaram você a tirar suas próprias conclusões para escolher o freio de bicicleta correto para você, uma breve reflexão pode ajudar.

Os freios a disco podem fazer você parecer mais profissional, além de ter a vantagem de fazer com que você não esteja desgastando seu precioso aro a cada freada. Por outro lado, eles são mais complicados e tornam a manutenção de sua bicicleta mais difícil.

Além disso, o freio a disco exige muito mais tempo para ser ajustado – não apenas da instalação, mas a cada vez que você pretende tirar e colocar de volta o pneu (seja para manutenção, guardar em espaços pequenos ou transportar).

Há, também, a questão da confiabilidade. Em teoria, os freios a disco são mais confiáveis do que os v-brakes. Na prática, qualquer um dos dois pode falhar ou funcionar perfeitamente sem que ninguém saiba o motivo para isso – o que torna difícil utilizar este ponto.

Se você quer utilizar sua bicicleta na lama, na chuva e em locais onde ela provavelmente irá molhar, pode ser importante recorrer ao freio a disco. Mas saiba que isto terá um custo de tempo em manutenção elevado. Se prefere manter as coisas mais simples, o v-brake dá conta do recado – mas leve sempre em conta o desgaste em seus aros.

A verdade é que não há solução perfeita. Em um ponto em que as opiniões variam tanto, a escolha correta é aquela que deixa você mais confortável!

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas