Início » Todos os posts » Carros » Ford Ecosport 2020: novidades, preços e lançamento

Ford Ecosport 2020: novidades, preços e lançamento

Para quem não gostava muito daquele estepe pendurado na tampa do porta malas, lá na traseira do carro, o Ford Ecosport 2020 anunciado há pouco atendeu seu pedido. Quando chegar às concessionárias, o novo SUV da Ford já não trará mais o estepe criticado por muita gente – mas, adorado por outras.

Para satisfazer seus desejos, entretanto, será preciso desembolsar mais um pouco de seu dinheiro. Apenas o modelo topo de linha suprimiu o estepe na traseira e, para fazer isso, a Ford acrescentou novo tipo de pneus ao top Titanium, que ainda ganhou outras novas configurações para atender aos reclames internacionais de economia, segurança e mais respeito ao meio ambiente.

Uns mais caros, outros mais baratos

Lançado em 2003 numa versão com design que lembrava um “jipinho”, o novo 2020 não chega a mudar quase nada no design exterior comparativamente às versões dos últimos anos – a não ser, claro, a já citada supressão do estepe na traseira do Titanium. No mais, até os preços continuam semelhantes, inclusive com alguns modelos pouco mais baratos que as versões que já estão no mercado – e outros pouco mais caros.

Ou seja, deu uma equilibrada. A versão mais barata, por exemplo, o EcoSport 1.5 SE com câmbio manual, passa de R$ 79.990 na versão atual para R$ 78.990 na que deve entrar no mercado com a tarja de 2020 – uma economia de R$ 260.

Boa diferença entre as pontas

Mas, a diferença entre o mais barato e o Titanium 1.5 automático (R$ 103.890) sobe para expressivos quase R$ 25 mil, o que não é pouca coisa. Entretanto, com as mudanças introduzidas nos modelos e que veremos a seguir, o Ford Ecosport 2020 mais caro mesmo passou a ser o Storn 4 x 4 (R$ 108.390), que é o único modelo a manter um motor 2.0 com 176 cv – uma acentuada diferença de R$ 29.400. Aí, sim, não é pouca coisa.

Então, vamos por partes. Sem o estepe na traseira, apenas o Titanium 1.5, que, por sua vez, fica menos potente. Ele vem apenas com o motor 1.5 que chega a 137 cv. Quem desejar manter o esportivo 2.0 e tração 4 x 4, terá que adquirir o Storn, que é aquele topo de preço e chega aos R$ 108 mil.

Ford Ecosport 2020

Um carro que anda sem estepe

E não é só isso. Para tirar o estepe da traseira do Titanium, a montadora norte-americana precisou lançar este modelo do novo Ford Ecosport 2020 com os pneus run flat, que permite ao carro continuar rodando, até uns 80 km e desde que não mais do que a 80 km por hora, mesmo com o pneu furado. Ou seja, o Titanium não tem estepe nem na traseira nem em lugar algum.

Trata-se de um tipo de pneu que já existe na Europa e Estados Unidos e sua função é exatamente essa – substituir o estepe. Ele também já é vendido no Brasil, mas apenas para carros mais caros, como Porsche e BMW. Eles possuem uma lateral mais reforçada, o que permite rodar, mesmo que precariamente, após furar o pneu até que se encontre borracharia. Pagando um pouco mais, o comprador pode também levar um kit reparo, para ser levado no porta malas e permite a este pneu rodar até uns 200 km, aumentando sua autonomia.

Principais características por modelo

Afora essas alternativas novas já citadas, o novo Ford Ecosport 2020 não traz grandes novidades. Então, vamos a um resumo de como ficam as suas novas versões:

  1. O EcoSport 1.5 SE manual sai agora por R$ 78.990 – Isso com o câmbio manual e, com o câmbio automático, vai a R$ 84.990. Vem com ar-condicionado de série, controle eletrônico de tração e estabilidade, sistema de proteção anticapotamento, assistente de partida para rampas, central multimídia SYNC 2.5, com tela de 7 polegadas sensível ao toque e rodas de liga leve de 15 polegadas;
  2. Já o EcoSport 1.5 FreeStyle manual sai com preço fixado em R$ 85.890 e o automático, naturalmente, um pouco mais caro, custa R$ 91.890. Ambos os modelos saem com ar condicionado digital e automático, sensor de ré com câmera, rodas de liga leve um pouco maiores, com 16 polegadas, e os bancos são revestidos com tecido e couro ecológico;
  3. O EcoSport 1.5 Titanium automático, como já falamos, sai por R$ 103.890. Ele é o único modelo que perdeu o estepe na traseira, mas, em contrapartida, precisou ganhar os pneus run flat, o que o encareceu em aproximadamente R$ 10 mil. E ficou menos potente, com seu motor 1.5, que chega aos 137 cv;
  4. E, finalmente, o EcoSport 2.0 Storm 4×4 automático, a R$ 108.390, de que também já falamos. É o único dos modelos do Ford Ecosport 2020 a manter o motor 2.0, com tração 4 x 4. Ele traz o teto solar elétrico e um visual que o deixa mais aventureiro. Na dianteira, a grade com o símbolo Storm, além da capa do estepe customizada e rígida. E, claro, ganhou de sobra um precinho extra.

Ford Ecosport 2020

Equipamentos de série continuam

Certamente também não precisa acrescentar – mas, é imprescindível – que os pneus run flat são mais caros que os tradicionais. Em média, quase R$ 300 mais caros. Mas, claro, você está levando a segurança de poder rodar com um pneu furado até encontrar um borracheiro na beira da estrada. Ou, rodar mais 200 km com o uso do kit para estas situações.

Tirando fora as características diferenciadas de cada modelo conforme descrito acima, o restante da linha Ford Ecosport 2020 não apresenta grandes novidades. No visual, é quase tudo igual, fora o estepe que sumiu no Titanium.

Para voltar a ganhar mercado

Os equipamentos de série são praticamente iguais, conforme anunciados pelo fabricante. São sete airbags e os controles de tração e estabilidade, que oferecem mais segurança ao SUV da Ford. O seu sistema SYNC é o mesmo, com tela de 8 polegadas, espelhamento de smartphones, sistema de som continua da Sony, painel de instrumentos com tela 4,2 polegadas, bancos em couro, teto solar, alerta de ponto cego, abertura de portas com chave presencial e alerta de ponto cego, entre outras maravilhas da eletrônica.

Esta antecipação do lançamento do SUV Ford Ecosport 2020 faz parte de esforço mundial que a Ford vem realizando para reverter prejuízos e voltar a ganhar mercados. Há fortes rumores de que ela pretende fechar algumas fábricas ao redor do mundo, concentrando produção em poucas fábricas, mais especializadas por modelos.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas