Início » Bicicletas » Dicas para montar uma bicicleta

Dicas para montar uma bicicleta

Ao montar uma bicicleta, há vários cuidados que você precisa ter para não errar no resultado. Montar um equipamento peça a peça oferece a vantagem de escolher todas as características da bicicleta. Por outro lado, é trabalhoso e exige uma série de cuidados.

Montar uma bicicleta é um misto de prazer, estudos e incertezas. A recompensa depende apenas de você e de quanto você acertou nas escolhas. Por isso, algumas dicas sobre como montar uma bicicleta sempre são bem vindas. Confira como não errar na hora de montar seu equipamento:

O tipo da bicicleta

Sim, a primeira dica é bastante óbvia. No entanto, você poderia se surpreender com a quantidade de pessoas que dão bicicletas de presente, mas não fazem ideia da finalidade do equipamento que compraram.

Antes de mais nada, você realmente deve refletir sobre qual a atividade e qual o tipo de bicicleta você quer. Ao montar uma bicicleta, você estará investindo dinheiro e tempo em sua atividade. Por isso, tome um tempo para definir bem qual é sua intenção com isso.

Marchas

Esta dica é especialmente útil para quem não compra bicicleta há muito tempo. Lembra quando um modelo de 10 ou 12 marchas era o topo da tecnologia? Atualmente, é comum encontrar equipamentos com 18, 21, 24 ou mais marchas. Isso auxilia na versatilidade de uso, mas pode complicar na hora da escolha.

Para não dificultar a escolha, a regra é simples. Quanto mais complicados são os terrenos que você pretende enfrentar, mais útil é ter uma boa gama de marchas. Se, no entanto, você quer pedalar apenas na estrada, sem muitas diferenças de elevação, não há motivos para 27 configurações diferentes.

Dicas para montar uma bicicleta

Vale lembrar que sistemas complexos de marcha pesam bastante, o que pode influenciar no seu desempenho.

Material do quadro

Atualmente, a maior parte das bicicletas são feitas de alumínio. No entanto, bicicletas de aço e fibra de carbono também são bastante vendidas para fins mais específicos. Cada tipo de material possui aspectos positivos e negativos, e o tipo de uso é o que define as prioridades.

O alumínio é um material leve, resistente e acessível. Algumas vezes, ele pode parecer um pouco duro demais nas estradas, para quem busca conforto. Há, no entanto, técnicas que o auxiliam a absorver impactos e trepidações.

O aço é mais pesado do que o alumínio. Por outro lado, ele é ainda mais resistente, e é mais flexível. Isso fornece mais conforto e suavidade durante a pedalada, embora seu peso possa cansar o ciclista.

A fibra de carbono é o mais leve dos material utilizados em quadros de bicicleta. No entanto, é significativamente mais cara do que ambos. Por isso, ela costuma ser mais utilizada em modelos de topo de linha. Algumas bicicletas são construídas completamente do material, enquanto outras são mistas, para manter um preço razoável. Por isso, se você não pretende investir muito, mas quer um equipamento leve, as mistas podem ser ótimas opções.

O tamanho correto

Tamanhos quadro de bicicleta
Tabela de tamanhos: Quadro de bicicleta

Tão importante quanto o estilo, o material e o peso do equipamento, é o seu tamanho. Bicicletas são vendidas em uma grande variedade de tamanho de quadros. Por isso, não aceite uma opção “quase perfeita”. Existem listas e tabelas de diversos fabricantes que você pode testar, até encontrar o tamanho perfeito.

Outra forma de certificar-se de que o tamanho está correto, é pedir para fazer um test drive. Muitas vezes, o tamanho parece bom na loja, mas na hora de ir às ruas, você acaba descobrindo uma série de desconfortos. Por isso, na hora de montar uma bicicleta, o ideal é testar todas as possibilidades na prática.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas