Início » Todos os posts » Dicas » Dia Mundial do Fusca: nostalgia e paixão pelo velhinho da Volkswagen

Dia Mundial do Fusca: nostalgia e paixão pelo velhinho da Volkswagen

Perto de completar 85 anos de história, vamos aqui dar a largada para as comemorações de mais um Dia Mundial do Fusca!

Certamente um dos automóveis mais vendidos da história, venha participar com a gente e outros milhares de fãs do Dia Mundial do Fusca, celebrado em 22 de junho.

Quer mais motivos para curtir essa festa? Aqui, em terras brasileiras, existe ainda o Dia Nacional do Fusca, comemorado a 21 de janeiro!

Além de fatos históricos e muita informação, ainda abordaremos algumas curiosidades e a toda a importância cultural do Fusca em diversos países do mundo.

Você está pronto rodar pela estrada da nostalgia?

Então, entre a bordo deste nosso artigo e prepare-se para sentir-se dentro do besouro mais colecionado da história automotiva! E feliz Dia Mundial do Fusca!

Os primórdios

Lançado em 1935, na Alemanha, o Fusca foi uma criação de Ferdinand Porsche sob ordens do então ditador Adolf Hitler.

Contando com um motor com refrigeração a ar, esse icônico Volkswagen tinha câmbio com quatro marchas e era composto de um sistema elétrico com apenas seis volts.

Claro que durante seus mais de 80 anos, o celebrado “besouro” passou por muitas evoluções e acabou por colecionar uma infinidade de curiosidades.

Marcando a trajetória de milhares de aficionados mundo afora, são estes fatos históricos e lembranças que o eternizaram como um dos automóveis mais estimados de que se teve notícia!

Vamos rodar por algumas dessas trilhas…

As origens

É fato que foi difícil tirar o projeto do Fusca do papel…

Mesmo com seu primeiro protótipo sendo apresentado no ano de 1932, o projeto só conseguiu ser aprovado depois de árduas quarenta tentativas apresentadas por Porsche.

Após tanto trabalho, o veículo desenvolvido foi batizado com o nome de V1, ganhando a denominação (ou até mesmo o apelido) de “Kraft durch Freude” (e que significa “força através da alegria”, em alemão).

E não parou por aí… A seguir, ainda vieram os protótipos V2, VW3, VW30 e VW38.

Mas a primeira grande marca do Fusca ocorreu quando sua origem se fundiu à história da própria montadora!

Isso se deve ao fato de ele ter sido idealizado como um veículo mais acessível à população.

Assim, o automóvel passou a se chamar Volkswagen, assim como a própria montadora, e que significa “carro do povo”.

Dia Mundial do Fusca

O carro da família

Esse ideal, de se construir um carro compacto que fosse acessível de verdade, teve apoio total do seu idealizador.

Devido a uma exigência de Hitler, o projeto deveria apresentar, obrigatoriamente, características como:

  • Transportar dois adultos e três crianças;
  • Preço inferior a mil marcos imperiais (como o das motocicletas da época);
  • Manter velocidade constante de 100 km/h, mas não consumir mais de 13 km/l de combustível.

E, se o ditador nazista disse, está falado!

Exportações à vista

A primeira fábrica a produzir o VW Sedan foi inaugurada em 1938, na Alemanha.

Mas, com o início da segunda grande guerra no ano seguinte, a produção de veículos foi substituída por uma linha carros anfíbios e de utilitários derivados do seu projeto.

Com o fim do período de conflitos em 1945, a Alemanha, mesmo dividida, voltou a produzir o Fusca em sua antiga fábrica, mas agora com o controle dos ingleses.

A partir daí, para dar sequência à produção industrial, em 1948 os britânicos optaram por contratar um ex-executivo do ramo automobilístico para assumir a fábrica: Heinz Nordhoff.

Sua grande medida estratégica foi investir na exportação do Fuscas, expandindo de vez a linha de produção.

O destino visava, em especial, os Estados Unidos, de onde os besouros começaram a ganhar o mundo!

Destino: Brasil

Com resultado dessas grandes exportações, em 1950 chegou ao Brasil num lote com os trinta primeiros Fuscas!

Como era de se imaginar, das décadas de 1960 ao início dos anos 1980, as vendas do Fusca foram altas.

Apenas nesse período, os registros apontavam um número de quase três milhões de unidades circulando por nossas ruas!

Já daria para realizar uma grande festa do Dia Mundial do Fusca!

Tanto que, em 1963, uma pesquisa o elegeu com o veículo preferido de mais de 80% dos motoristas.

Quase dez anos depois, em 1972, a proporção era de um a cada dois brasileiros com as mãos num Fusca.

Meu Fusca, meu amor

Apresentando um número absurdo de quase vinte e dois milhões de unidades produzidas, ele se manteve como um dos automóveis mais vendidos de que se tem notícia!

Mesmo mantendo praticamente aquele mesmo projeto criado por Ferdinand Porsche.

Uma curiosidade: ele apenas perde o título de carro produzido por mais tempo para um modelo da própria Volkswagen: a Kombi!

Ainda vale lembrar que o último carro produzido saiu de uma linha de montagem mexicana, no ano de 2003.

Dia Mundial do Fusca

Made in Brazil

Em território nacional, a primeira unidade do Fusca saiu de uma linha de montagem lançada no ano de 1959, batizado com um nome sugestivo: Sedan.

Conforme informações da própria Volkswagen, apenas no primeiro ano chegaram a ser vendidos mais de oito mil veículos!

E seriam todos convidados de honra no Dia Mundial do Fusca!

O Fusca mais rodado

Como parte da celebração do Dia do Fusca, vale citar um fato curioso…

Você sabia que o Fusca que percorreu a maior distância em sua vida útil chegou a marcar a incrível marca de três milhões de quilômetros?

Só pode ser coisa de fã! Pois essa incrível marca foi conquistada por um californiano chamado Albert Klein, de 1963 ao ano de 1995.

O Dia Mundial do Fusca no Brasil

Pelos números de unidades vendidas e presentes em nosso país, era mais que necessário se organizar um evento para celebrar toda a paixão pelo besouro!

Assim, além de comemorarmos o Dia Mundial do Fusca todo ano, ainda quebramos recordes!

Durante o evento “Encontro Nacional do Fusca”, realizado em 1995 no Autódromo de Interlagos, anotamos a paixão pelo Fusca no Guinness Livro do Recordes!

Nesse dia, foram oficialmente 2.728 carros da montadora Volkswagen reunidos num mesmo encontro! Claro que a maioria só poderia ser o querido Fusca!

A produção parou e o amor, jamais! Isso por que existem mais de duzentos clubes presididos por fusqueiros pelo Brasil.

Imagina como deve ser a comemoração do Dia Mundial do Fusca para essa turma?

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas