Início » Todos os posts » Mercado » Dacia: Tudo sobre a marca do grupo Renault

Dacia: Tudo sobre a marca do grupo Renault

Embora o nome Dacia possa não representar muito para os menos ligados no mercado de automóveis brasileiro, a marca possui grande atividade no país. Quem pensa na Renault no Brasil e imagina modelos franceses puros, talvez nem mesmo tenha ouvido falar na importância da marca romena para a montadora francesa.

A Dacia é, atualmente, a origem de boa parte dos sucessos atuais na Renault Brasil. A relação, aliás, não resume-se ao mercado nacional. Surpreso? Saiba tudo sobre a Dacia, sua relação com a Renault e qual é sua influência no mercado brasileiro:

O que é a Dacia?

A Dacia é uma marca de carros romena. É uma das principais montadoras do leste europeu, e faz parte do grupo Renault. Sua aquisição ocorreu no final da década de 1990, mas a relação com a montadora francesa ocorria desde a década de 1970.

A montadora é conhecida por produzir veículos com bom custo benefício, e otimização nos custos de sua produção. Segundo dados não confirmados pela Renault, seus veículos são capazes de obter uma média de 9% de lucro sobre unidade vendida. Na prática, isso é um taxa altíssima, quase só aproveitada por marcas mais luxuosas.

A Dacia existe desde 1966, com sede na cidade de Mioveni, na Romênia. Um de seus principais sucessos é o Dacia Logan, vendido globalmente.

nouvelle-logan-l52-650x360-e2-hub

Aquisição pela Renault

Desde a primeira década de existência da Dacia, a Renault participava ativamente de sua atuação. Durante algum tempo, a montadora romena produzia alguns dos modelos franceses sob a sua marca na Europa oriental.

Em 1999, a montadora foi comprada pelo Grupo Renault, que passou a comandar suas operações. Em 2004, o grupo francês já detinha cerca de 99,3% de todo o capital de empresa. Isso torna as duas marcas profundamente integradas na distribuição de modelos, como pode ser observado no mercado brasileiro.

A “galinha dos ovos de ouro”

nouvelle-sandero-b52-650x360-e1-hub

Com a origem de modelos como Logan, Duster e Sandero, a marca romena é o braço de operações da Renault que gera os veículos mais lucrativos, no que diz respeito ao retorno sobre investimento. Isso gera uma circunstância delicada de ser equilibrada pela montadora francesa. Estima-se que, atualmente, cerca de 2/3 de todos os veículos Dacia carreguem o emblema Renault.

Em mercados emergentes, a utilização destes modelos tornou a imagem da Renault muito mais próxima à da Dacia, do que à imagem adquirida por outras montadoras francesas. Apesar da arrecadação, é um problema de imagem que parece afetar ambições do Grupo Renault nestes países.

Dacia no Brasil

Na Brasil, a Dacia é apresentada nos maiores nomes atuais da Renault. Como já indicado anteriormente, modelos como o Logan, o Sandero e a Duster são originalmente romenos. Isso indica a forte presença da marca, e a curiosa relação da Renault de não mencionar a característica, quando não perguntada.

Ao que tudo indica, não são raras as vezes nas quais o público reage mal à ideia de um Dacia com assinatura Renault. Na leitura de comentários em fóruns e notícias automobilísticas, é possível ver que o fato é referido pejorativamente.

Ao mesmo tempo, iniciativas mais francesas da Renault (ou até mesmo suas parcerias nipônicas) são bem recebidas. Curiosamente, são os modelos romenos que mantiveram boa parte das vendas da montadora no Brasil – e boas avaliações técnicas.

Veja também:

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas