Início » Todos os posts » Carros » Cruze 2017: Grande, econômico e competitivo

Cruze 2017: Grande, econômico e competitivo

Com lançamento brasileiro previsto para setembro, o Cruze 2017 já está no mercado dos EUA, e deve começar a circular na Argentina (onde serão fabricados os modelos daqui) no início de maio.

Globalizado, econômico e buscando recuperar um bom posicionamento em uma categoria um pouco conturbada para a Chevrolet nos últimos tempos, é um carro recheado de tecnologia, bom desempenho e design impressionante.

Apostando em conectividade e desempenho, a GM enxerga, neste modelo, a possibilidade de voltar a ocupar a supremacia de sedãs médios que já teve no passado.

Sucesso da versão americana

Em uma disputada batalha na categoria de sedã médio norte-americano, os testes realizados no Cruze 2017 já deram uma pontuação excelente para o veículo, especialmente no que diz respeito ao consumo do carro.

Novo Chevrolet Cruze 2017

Nos EUA, o modelo recém lançado  com o motor 1.4 Ecotec conseguiu alcançar impressionantes 17,8 km/l em consumo médio, alcançando o título de carro mais econômico da categoria no país.

Evidentemente, é necessário considerar que a versão produzida na Argentina (que será importada para o Brasil) provavelmente apresentará uma série de pequenas modificações que afetarão em parte este consumo. Além disso, há a diferença de combustível – nos EUA, a gasolina não recebe o percentual de etanol que é adicionado no Brasil.

Motor 1.4 Ecotec

Toda a crítica especializada atribui o sucesso de desempenho em combustível do Cruze 2017 ao motor 1.4 Ecotec da Chevrolet. A boa notícia para o mercado brasileiro é que este será o mesmo motor utilizado nos modelos trazidos para o mercado nacional.

Novo Chevrolet Cruze 2017 traseira

Na prática, a única diferença na motorização, será que a versão brasileira é flex, adicionando alguns cavalos de potência aos 155 cv da versão americana, que parece ser um número bastante coerente com o tipo de motor e o tamanho do carro, especialmente considerando-se a economia que ele apresenta.

Outras características da mecânica do veículo inclui o sistema Start/Stop e injeção direta associada ao motor turbinado. O carro utiliza um sistema de transmissão automática de seis velocidades.

Reestilização e dieta

O Cruze 2017 chega ao Brasil em setembro praticamente global. São poucas as diferenças previstas entre o modelo aqui e o lançado nos EUA. Seu visual robusto deverá ser praticamente o mesmo, com a já característica grade frontal larga e angulosa dividida horizontalmente de maneira assimétrica dando continuidade às linhas dos faróis.

Novo Chevrolet Cruze 2017 interior e painel

Além disso, o modelo perde cerca de 113 quilogramas em relação ao modelo anterior, o que contribui tanto para a performance, quanto para a economia de combustível prevista pelo modelo.

Fabricação argentina

Atualmente, todas as unidades do Cruze 2017 são previstas para virem diretamente da Argentina. Especula-se, no entanto, a possibilidade de adicionar o carro na linha de montagem da GM em São Caetano do Sul.

Embora não seja uma informação confirmada, o comportamento do mercado financeiro frente a situação econômica brasileira deve ser o maior definidor da decisão. Se o dólar seguir em alta, o Cruze 2017 perderá uma margem muito grande na competitividade de preço ao ser trazido do país vizinho, o que pode justificar a versão Made in Brazil em um futuro próximo.

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas