Início » Carros » Cinto de três pontos e ISOFIX: Qual utilizar em cadeirinhas infantis?

Cinto de três pontos e ISOFIX: Qual utilizar em cadeirinhas infantis?

No Brasil, há basicamente duas formas aprovadas de se acoplar cadeiras infantis: cinto de três pontos e ISOFIX. Embora ambos possuam níveis de segurança adequado, sua configuração e utilização distingue-se bastante.

Por isso, a escolha a respeito de qual tipo utilizar influencia bastante na rotina e na praticidade de dar segurança à criança. Saiba quais são as características atribuídas ao cinto de três pontos e Isofix, e defina qual é mais útil para você:

Como funciona o ISOFIX?

Enquanto os cintos de três pontos já são bastante conhecidos – pois os utilizamos toda vez que entramos em um carro – a metodologia Isofix pode parecer um pouco menos comum. Por isso, é necessário explicar em que ela consiste antes de iniciar qualquer comparação.

O Isofix consiste em um sistema de travas de três pontos. Geralmente, consistem em dois pontos de ancoragem que ficam na base do assento do veículo, e um terceiro ponto de ancoragem na altura das pernas ou do teto.

Os pontos de ancoragem são barras metálicas, onde equipamentos que utilizam os sistema engatam-se. Estas barras são estruturalmente presas ao veículo, fixando de forma muito segura os equipamento acoplados.

Cinto de três pontos e Isofix: prós e contras

Sabendo em que consistem cinto de três pontos e Isofix, podemos fazer uma comparação. Cada método tem suas vantagens e desvantagens, e cabe ao leitor definir quais prevalecem para a sua utilização.

Cinto de três pontos

No caso do cinto de três pontos, que é o cinto de segurança padrão, é importante saber como utilizá-lo corretamente. A utilização incorreta do cinto pode ser tão perigosa quanto não utilizá-lo. Suas indicações sempre constam nos manuais do veículo, e é essencial ler ao menos uma vez tais informações.

Entre as vantagens do cinto de três pontos, destacam-se a flexibilidade do cinto na hora de acoplar o equipamento. Além disso, são bastante seguros, desde que instalados corretamente.

Entre seus problemas, no entanto, destaca-se justamente a falta de informação. Estima-se que cerca de 80% dos pais não instale corretamente a cadeirinha junto ao cinto de segurança. Isso reduz dramaticamente o nível de proteção da criança em caso de acidente. Além disso, a instalação com cinto de três pontos leva mais tempo do que a instalação com ISOFIX.

Isofix

Já no ISOFIX, as grandes vantagens estão relacionadas à praticidade e facilidade de instalação. Por ser mais simples, o risco de instalação incorreta é de apenas 6% a 10% – muito inferior aos 80% do cinto de três pontos. Além de ser mais simples, a instalação é mais rápida, bastando instalar a trave à barra.

O lado negativo é que nem todo carro possui o sistema ISOFIX. Além disso, cadeirinhas que utilizam o sistema nem sempre são compatíveis com cintos convencionais. Se você possui um carro com Isofix e outro sem, é possível que a cadeirinha com travas não possa ser utilizada nos dois, por exemplo.

Além disso, cadeirinhas que recorrem ao sistema são, geralmente, mais caras. Também costumam ser mais pesadas, o que diminui sua vantagem na praticidade, especialmente para pessoas que contam com menos força física..

Existe diferença de segurança entre cinto de três pontos e isofix?

Na prática, uma cadeirinha perfeitamente instalada com cinto de três pontos e Isofix terá a precisamente o mesmo nível de segurança. O problema é que é muito mais difícil fazer a instalação perfeita com o cinto, do que com o ISOFIX.

Afinal, qual opção escolher?

A sua escolha deve ser baseada na união dos critérios que são mais importantes para você. Algumas perguntas essenciais são:

Seu carro possui os pontos necessários do Isofix?

Parece óbvio, mas você se surpreenderia com quantas pessoas compram a cadeirinha incompatível com seu carro. Se não houver as barras metálicas em seu veículo, simplesmente não há escolha a ser feita – adquira um equipamento que utilize o cinto.

Você precisará instalar e desinstalar a cadeirinha algumas vezes?

Convenhamos: por mais que você instale perfeitamente uma cadeirinha com o cinto de três pontos, a tarefa não é nada prática. Se você precisa trocar a cadeirinha de local mais de três vezes por semana, por exemplo, é útil considerar um investimento um pouco mais alto no ISOFIX.

Não tente enganar-se e dizer que você sempre fará a instalação adequada.

Este é um erro comum. Ninguém duvida que você seja capaz de fazer uma boa instalação com o cinto de três pontos. Lembre-se, no entanto, que você passará muitas noites em branco, e provavelmente dará preferência para a praticidade ao longo do tempo. Escolha a opção que funciona melhor a longo prazo e deixe para teimar em questões que não afetem a segurança de sua criança.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas