Início » Carros » Chevrolet Tracker 2017: Mais arrojado e melhor equipado

Chevrolet Tracker 2017: Mais arrojado e melhor equipado

A Chevrolet Tracker 2017 é um dos lançamentos no atarefado cronograma da da GM durante o Salão do Automóvel de São Paulo. Longe de ser a grande estrela do evento, é claro, o modelo chamou a atenção em uma série de inovações que são bastante interessantes para sua proposta.

Mais arrojado e melhor equipado, o novo modelo conta com algumas adições tecnológicas que podem capturar emocionalmente o comprador. O problema é que estas adições tornaram o veículo mais caro, o que pode afastar aqueles que, até então, escolhiam racionalmente o modelo, na maioria das vezes.

Saiba o que esperar da Chevrolet Tracker 2017, e quais são os pontos de destaque dela para o próximo ano:

Início das vendas no Salão do Automóvel de São Paulo

Sem tempo a perder, a GM anunciou sua SUV, suas características e, logo em seguida, já deu como abertas as vendas do modelo. Trata-se de uma estratégia de popularização rápida dos novos preços e características.

Ao que tudo indica, parece uma forma de a GM perceber imediatamente a reação do público, dentro do próprio evento. Este ambiente mais controlado permite uma recepção mais intimista das reações.

Visual com mais fôlego

Atenção especial deve ser dada para a mudança visual que o modelo recebe. Especialmente o que foi feito na dianteira: com perfil mais sofisticado e afinado, a Chevrolet Tracker 2017 é bastante mais bonita, imprimindo alguns tons de agressividade que são interessantes para sua composição.

O mesmo não pode ser dito sobre a traseira. Embora suavizada, ela ainda está longe de ser bela. É bem verdade que possui uma função especial que precisa ser reconhecida e respeitada, mas é difícil acreditar que absolutamente ninguém consegue pensar em uma solução mais atual para o problema.

Bem equipado desde as versões mais simples

Partindo dos 80 mil reais, a versão de acesso, LT, já conta com uma série de mordomias, que vão desde direção elétrica e regulagem de altura dos faróis, até rodas de aro 16 e todo o instrumental básico, como ar condicionado, regulagens diversas de altura e profundidade, comandos no volantes e sistema elétrico de travamento e regulagem de retrovisores.

Já nesta versão, o veículo conta com sistema MyLink 2 com tela sensível ao toque de sete polegadas e integração com Android Auto e Apple CarPlay. Nas versões superiores, mais sofisticação. Pode-se alcançar rodas que chegam ao aro 18, regulagens adicionais, bancos de couro e toda a mordomia esperando de um SUV que pode ultrapassar os R$ 90 mil em sua versão final.

O modelo ainda conta com  o serviço Chevrolet OnStar, cujo nível de sofisticação varia de acordo com a versão do carro que foi adquirida, como já é de praxe na GM.

Motorização confirmada

A motorização da Chevrolet Tracker 2017 já é confirmada. A esta altura, aliás, todos os principais segredos do modelo parecem ter sido revelados no Salão do Automóvel, sobrando pouco além da possibilidade de relatar.

O modelo deve ser o mesmo 1.4 do Cruze. Em potência, isso significa mais de 150 cavalos disponíveis para o modelo. Embora pareça bom, ao menos em teoria, o consumo elevado de combustível parece indicar uma certa insuficiência. Para lidar com a questão, contará com sistema start-stop, que auxilia a economizar combustível em paradas.

O modelo contará, ainda, com câmbio automático de 6 velocidades para as transmissões.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas

Gostou desse carro? Dê sua nota!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...
teste