Início » Carros » Chevrolet Onix – Guia definitivo: Saiba tudo sobre o carro

Chevrolet Onix – Guia definitivo: Saiba tudo sobre o carro

Atualmente, o Onix é o carro mais vendido do país: posição que mantém há um bom tempo. Tudo indica que a posição deve manter-se por algum tempo, considerando as inovações que o modelo adota para manter-se à frente da concorrência.

Sua trajetória começou um pouco conturbada, até aperfeiçoar-se no ótimo compacto que é nos dias atuais. Saiba tudo sobre o Onix, desde seu lançamento até o modelo 2017:

Da água para o vinho

onix activ 2017

 

O Chevrolet Onix chegou ao mercado brasileiro em 2012. Sua proposta era boa, seu visual era um ponto positivo, e seu preço era adequado. No entanto, uma série de fatores desagradavam. O motor era, ao mesmo tempo, pouco ágil e pouco econômico.

Na época, a concorrência fazia frente a praticamente todas as suas qualidades, e o projeto pareceu uma dor de cabeça para a GM. A montadora, no entanto, rapidamente buscou oferecer soluções, modificando seu modelo aos poucos.

A primeira virada no jogo ocorreu com o Onix 2014. O modelo era muito mais equilibrado do que aquele apresentado em 2012 e, com outras atualizações pontuais, tomou o gosto do público. Seu nível de vendas começou a subir rapidamente, o que culminaria no sucesso absoluto do ano seguinte.

Foi com o Onix 2015 que a GM finalmente colheu sua recompensa. Após três décadas fora do primeiro lugar de vendas nacionais de forma sólida, o modelo 2015 do compacto conseguiu consolidar-se na primeira posição em meses consecutivos – o que se tornaria uma hábito para o Onix a partir de então.

A chegada ao Onix 2017

Desde 2015, a função da Chevrolet em relação ao Onix foi administrar a vantagem. Isso foi feito muito bem pela montadora, que manteve seu modelo sempre atualizado e pronto para brigas pesadas com a concorrência.

Chevrolet Onix 2017 interior

No modelo mais atual, o Onix 2017 recebe facelift, novas versões e leve reposicionamento estratégico. O modelo busca um espaço onde possa se tornar mais singular em relação à concorrência.

Duas opções de motorização

Já anunciados pela Chevrolet, o Onix 2017 contará com duas opções de motor – ambas atualizadas. A versão mais destacada é a 1.4, capaz de gerar até 106 cavalos de potência, se abastecida com etanol.

O modelo conta com a opção de transmissão automática ou manual, e é combinada com um sistema elétrico progressivo na direção. Isso garante que o motorista tenha a leveza ou rigidez ideais para cada situação de condução.

Sabe-se, ainda, que o motor 1.0 chegará um pouco mais tarde, mais já gera expectativas. As principais dúvidas dizem respeito aos cilindros. Há algum tempo, fala-se sobre o três cilindros que poderá equipar o Onix, mas a GM parece apenas alimentar a expectativa. Na versão 2017, o mesmo foi feito: deve-se aguardar a chegada do 1.0, pois alguns ajustes ainda estão sendo feitos.

Itens de segurança do Onix

Além de itens básicos de segurança, como airbags e freio ABS, o Onix conta com uma série de itens adicionais para garantir mais tranquilidade ao condutor. Além do já conhecido sensor de estacionamento, destacam-se o TPMS e a luz de posição em LED.

TPMS significa um sistema de monitoramento da pressão dos pneus. Isso significa que o sistema do próprio veículo indica quando há algum desequilíbrio na calibragem. Além disso, a luz de posição em LED garante maior visibilidade, na interação com outros motoristas. Isso diminui riscos por imprudências alheias.

Novo momento estratégico

Para 2017, o Onix promete um certa mudança em seu posicionamento frente ao mercado. Sua versão mais barata, a LS, foi definitivamente retirada de linha, sobrando as três superiores e a versão Activ.

Muitos especulam que isso ocorre em função da necessidade de o Onix dar um passo para cima na linhagem. A possível chegada do Spark, subcompacto da GM, retira do Onix o peso de ser, ao mesmo tempo, um compacto interessante e um modelo de entrada.

Versões e preços

Há três versões do Onix, mais sua versão especial Activ, mais aventureira e diferenciada. Todas as versões já serão equipadas de série com o sistema OnStar, com uso grátis por 12 meses.

A mais básica delas é a LT, equipada com motor 1.0. O modelo conta com itens básicos como ar condicionado, travas elétrica, chave canivete, rodas de 14 polegadas e algumas adições surpreendentes para a versão. É o caso de conectividade via cabo USB e Bluetooth de série, assim como a versão básica do sistema OnStar.

Chevrolet Onstar

Como opcionais, pode ser adicionado o sistema multimídia Mylink e uma série de detalhes adicionais, assim como uma versão mais completa do OnStar. Seu preço varia entre os R$ 44.890 e os R$ 46.590 (com pacote de opcionais).

A versão Onix LT já vem equipada com seu motor 1.4, melhor acabamento e o sistema MyLink de série. Além disso, sensor de estacionamento, rodas aro 15 e sensor de estacionamento também são itens de série do modelo. O opcional torna-se o pacote de câmbio automático, com acabamentos melhorados. Com os itens de série, seu valor é de R$ 49.590, enquanto chega aos R$ 54.790 na versão automática.

Chevrolet Onix 2017 bancos

É deste mesmo preço que parte o Onix LTZ – versão mais sofisticada da linha. Com todos os itens anteriores de série, mais uma variedade de itens adicionais requintados, como revestimento especial, detalhes cromados e rodas de alumínio, é um veículo chamativo. O sistema OnStar instalado é  o pacote Exclusive – mais completo na linha de serviço. Seu único opcional, que agrega cerca de três mil reais ao valor final, é o câmbio automático.

Há, ainda, a versão Activ, que varia entre R$ 57.190 e R$ 62.290. O modelo, no entanto, não faz parte da linha comum do Onix – trata-se de uma versão mais aventureira, com visual offroad e um apelo mais emocional. Na prática, o hatch combina os itens da versão LTZ ao pacote de transformações específicas.

Onix e seus modelos anteriores: vale a pena comprar?

Uma das dúvidas mais comuns a respeito do Onix é se vale a pena comprar suas versões anteriores. A verdade é que sim, mas há algumas ressalvas. Por um lado, é um veículo com excelente valor de revenda: o modelo 2015, por exemplo, ganhou o prêmio de melhor valor de revenda do Brasil.

Chevrolet Onix 2015
Chevrolet Onix 2015

Por outro lado, o histórico diferenciado do Onix obriga alguns cuidados. Os modelos 2012, por exemplo, são muito diferentes daqueles que surgem a partir de 2014. Bebem demais, e ainda não são tão equilibrados quanto passariam a ser no futuro.

Por isso, se você quiser adquirir um Onix usado, é uma ótima ideia. Dê preferência, no entanto, para os modelos a partir de 2014. Assim, você garante um modelo equilibrado, com ótima assistência técnica e apelo para revenda. Lembre-se de checar se ainda há garantia no modelo que você está comprando, e se ela foi mantida durante os anos!

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas