Início » Carros » Montana 2018 deve ganhar nova geração

Montana 2018 deve ganhar nova geração

Não há dúvidas de que o mercado das picapes de entrada é um segmento importante para seus participantes, e também não é nenhum segredo de que a Montana 2018 precisa receber bastante atenção da Chevrolet, se quiser continuar na disputa.

Atualmente, a picape é ultrapassada em relação a seus rivais – tanto em questões mercadológicas, quanto em relação à tecnologia. O modelo é o último da linha da GM que ainda recorre à plataforma chamada de Corsa B, a GM4200, fruto de um período mais difícil da montadora.

Enquanto isso, é claro, a concorrência disputa quase isolada, em uma grande briga entre Strada e Saveiro. A boa notícia para quem gosta da picapinha da GM é que a Montana 2018 deve ser responsável por mudar esse posicionamento.

Atualizada e com intenção de voltar à disputa, o modelo deve adotar uma nova estrutura e uma nova identidade visual, com a esperança de seguir um caminho distinto do que se encaminha atualmente.

Confira o que se pode esperar da Montana 2018, e quais são as novidades reservadas para o modelo:

Baixas vendas exigiam mudança

A necessidade de mudanças da Montana era óbvia. Não eram raros os meses em que o modelo fazia menos de um quinto do total de vendas da Strada, a líder do mercado. Além disso, tanto a picape da Fiat quanto a da VW planejam atualizações, o que deixaria o modelo da Chevrolet ainda mais para trás.

Os resultados e a perspectiva negativa deixavam clara a necessidade de mudança. Em uma fase muito melhor do que nas últimas vezes que a Montana recebeu grandes mudanças, a GM parece optar por comprar a briga, e tudo indica que apostará fortemente em seu retorno.

Necessidade de aposentadoria da plataforma

O primeiro passo para a mudança parece dizer respeito à base do modelo. Utilizando a plataforma ultrapassada do Corsa B, a Montana foi o último modelo de toda a linha nacional a manter a plataforma.

Chevrolet Montana 2018

Enquanto até mesmo o Agile recebeu mudanças, a picape teve pouca coisa modificada ao longo dos anos, após seu último lançamento, o que ajudou no seu processo de obsolescência frente à concorrência.

Por isso, a Chevrolet optou pelo passo mais urgente em primeiro lugar: a Montana 2018 passa a utilizar a arquitetura GSV, plataforma global para veículos de pequeno porte da marca.

Nova base, novo visual

A nova base da Montana 2018, que guiará a terceira geração da picape, permitiu outra troca significativa. Aproveitando-se que a estrutura será a mesma utilizada na linha Onix, é muito provável que o modelo torne-se também visualmente parecido com o hatch que é líder de vendas no mercado.

A estratégia faria sentido, uma vez que o modelo atual é visualmente associado ao Agile – o que não exige muitos comentários para deixar claro o motivo da transição. Além disso, o modelo passará a focar mais nas cabines dupla e estendida, aos moldes do que é mais esperado no mercado.

Motor também deve receber upgrade

Ainda é cedo para determinar com precisão quais serão as escolhas feitas a respeito da motorização da nova Montana 2018. O que se sabe, no entanto, é que não faz mais nenhum sentido recorrer ao EconoFlex de menos de 100 cavalos de potência que o modelo atualmente utiliza.

Fala-se bastante na adoção de uma motorização mais forte do que a do Onix, como o 1.8 FlexPower utilizado pelo Cobalt, por exemplo. O motor é capaz de desenvolver mais de 40% a mais de torque do que o EconoFlex, o que o torna uma opção viável para gerar a ideia de “modelo robusto”, que o público gosta de encontrar em um Chevrolet.

Lançamento deve ocorrer razoavelmente cedo

Embora ainda não haja definição da data de lançamento ou preço da Montana 2018, tudo indica que os planos são de fazer a estreia o quanto antes. No site brasileiro da marca, por exemplo, não se pode mais montar o Montana atual.

Isso pode ser uma dica de que a mudança pode ocorrer mais cedo do que se espera – possivelmente, próximo à metade do ano, segundo os mais otimistas.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas